Sem medo da indisciplina: a construção participativa da disciplina na sala de aula

Seja bem-vindo(a)!

De que disciplina e indisciplina cada professor fala? De que tipo de disciplina o ato pedagógico necessita? A obsessão pela manutenção da ordem está coerente com as atuais formas de aprender? O disciplinamento por si só é suficiente? Será que a disciplina tem relação com o desejo de exercer poder, com a necessidade de respeitar hierarquias ou de estabelecer ordem no sentido de organização arbitrária e autoritária?

Essas são algumas das interrogações que surgem diante das apreensões dos professores com a falta de disciplina dos alunos, com o aumento da violência e da incivilidade. Alunos e professores vivem na gangorra de ora vítimas, ora agressores. Contudo, não há disciplinamento e nem violências que se instalam subitamente. Resultam de um processo de acumulação, daí a necessidade de um processo educativo preventivo, como forma de antecipação aos fatos mais e menos graves.


Se você, professor(a), se  identificou com alguma(s) das questões colocadas e com o tema em pauta, não deixe de se inscrever e participar do curso. Precisamos entender muito mais sobre (in)disciplina do que o senso comum nos apresenta.

  • Data: a partir de 29 de outubro
  • Carga horária: 40 horas
  • Certificação: Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • Modalidade: Curso com especialista
  • Autoria: Profa. Dra. Armgard Lutz e Profa. Leticia Lutz