Professora e três alunos sentados à mesa analisam um caderno e sorriem. Professora faz um apontamento no caderno com um lápis.
Avaliação de aprendizagem para os anos iniciais do Ensino Fundamental: função e ferramentas

Período de realização: 26/09 a 21/11

Avaliação de aprendizagem para os anos iniciais do Ensino Fundamental: função e ferramentas
Indique este curso:

Período de realização: 26/09 a 21/11


*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Neste curso, fruto da parceria entre Nova Escola, Fundação Telefônica Vivo, Fundação Lemann e Instituto Credit Suisse, você conhecerá materiais teóricos e ferramentas práticas que poderão auxiliá-lo(a) a avaliar nos anos iniciais do Ensino Fundamental, permitindo ir muito além das provas. Experimentará exemplos de recursos variados para evidenciar aprendizagens, como as rubricas, a autoavaliação e outras atividades que podem ser realizadas ao longo das aulas e não apenas ao final de um ciclo.

Ainda terá acesso a propostas para elaborar avaliações diagnósticas, formativas e somativas que revelem os saberes dos alunos e ajudem a planejar e replanejar seu trabalho pedagógico. Conhecerá também estratégias que vão contribuir para o aprendizado da oralidade, da leitura e da escrita, bem como para a construção de conhecimentos matemáticos considerados essenciais nesse segmento.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao promover vivências e estratégias metodológicas diversificadas para avaliar, recompor e desenvolver aprendizagens.

Objetivos

  • Identificar os tipos de avaliações (diagnóstica, formativa e somativa) diferenciando-as, bem como seus conceitos, técnicas e instrumentos;
  • Utilizar de forma promissora a avaliação por rubricas e a autoavaliação, construindo processos avaliativos mais transparentes e coerentes;
  • Reconhecer e implementar instrumentos avaliativos que possam contribuir para a aprendizagem, tanto em Língua Portuguesa quanto em Matemática, a partir da BNCC e consequentemente do currículo das redes de ensino;
  • Retomar o planejamento com os objetivos de aprendizagem priorizados no início do ano para definir ações que viabilizem a aprendizagem até o final do ano letivo;
  • Reconhecer a importância da retomada do planejamento anual, elencando e revisando as habilidades priorizadas para definir ações que viabilizem a aprendizagem até o final do ano letivo.

Competências pedagógicas

A partir do curso, espera-se que o educador:

  • caracterize e aplique de forma consciente e intencional as diferentes modalidades em que a avaliação pode se apresentar – diagnóstica, formativa e somativa;
  • consiga analisar os elementos de validade e confiabilidade em quaisquer instrumentos avaliativos utilizados;
  • garanta o alinhamento entre os objetivos de aprendizagem, as experiências de aprendizagem e as avaliações;
  • potencialize sua prática e a aprendizagem dos alunos por meio de estratégias como rubricas e autoavaliação;
  • estabeleça critérios e instrumentos de avaliação processuais e consonantes com as habilidades priorizadas.

Competências esperadas nos alunos

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • compreenda os processos avaliativos e participe de sua construção;
  • mostre-se capaz de compartilhar os saberes que apresenta, o que deseja aprender e as dificuldades que vivencia;
  • sinta-se corresponsável pelo desenvolvimento de competências, habilidades e aprendizagens, engajando-se na busca por ampliar seu conhecimento.

 

Como a BNCC é abordada?

A formação contempla a BNCC em todo o percurso do planejamento docente, do mapeamento dos saberes dos alunos à adoção de métodos para acompanhar e apoiar o desenvolvimento de habilidades prioritárias. São discutidas estratégias para estabelecer objetivos de aprendizagem e desenhar experiências que permitam o seu alcance em consonância com as expectativas definidas nas competências gerais e nas competências específicas das áreas e dos componentes curriculares, assim como indicadores alinhados às habilidades e aprendizagens essenciais. A participação dos estudantes é igualmente solicitada e encorajada ao longo do processo de construção da avaliação, incluindo a elaboração e a comunicação de critérios, fortalecendo seu caráter cooperativo, contínuo e formativo.

 

Trajetória

O percurso formativo é composto de três unidades, com um total de sete módulos. Em cada módulo, você encontrará textos, estudos de caso e situações-problema para refletir sobre seus aprendizados, além de vídeos complementares com as autoras. Confira o que você vai estudar em cada etapa.

Módulo 1 - Os desafios da avaliação no contexto da pandemia e o alinhamento com a BNCC
No Módulo 1, apresentaremos o conceito de avaliação que fundamenta toda a nossa discussão em conexão com a BNCC. Discutiremos também os desafios de avaliar e de oportunizar, por meio da avaliação, o avanço dos estudantes na construção de suas aprendizagens. Nesse sentido, a avaliação diagnóstica será usada como ponto de partida, permitindo identificar as necessidades específicas das turmas e, dessa forma, definir os planejamentos, as habilidades, os objetivos de aprendizagem e demais propostas avaliativas.

Módulo 2 - As especificidades de avaliar nos anos iniciais do Ensino Fundamental
No Módulo 2, faremos uma breve discussão sobre como o ato de avaliar pode se diferenciar em cada ano/fase do Ensino Fundamental e por que o olhar sobre a avaliação deve ser cauteloso e criterioso em cada faixa etária, aspecto potencializado pela pandemia. 

Módulo 3 - Modalidades de avaliação: conceitos, quando e como usar
No Módulo 3, resgataremos o conceito de avaliação e as diferentes modalidades em que ela pode se apresentar – diagnóstica, formativa e somativa. Discutiremos acerca dos momentos pedagógicos em que cada uma dessas avaliações pode ser incluída e como utilizá-las.

Módulo 4 - Avaliação e planejamento
No Módulo 4, trataremos da avaliação no planejamento, focando o alinhamento entre os objetivos de aprendizagem e a avaliação. Falaremos também sobre a diversidade de instrumentos avaliativos e a adequação para cada faixa etária. 

Módulo 5 - Avaliação por rubricas e autoavaliação
No Módulo 5, veremos como as rubricas e a autoavaliação podem auxiliar os estudantes na identificação de suas habilidades e no reconhecimento dos pontos de atenção, além de explicitar as lacunas e os potenciais de cada aluno.

Módulo 6 - Avaliação em Língua Portuguesa e Matemática 
No Módulo 6, discutiremos sobre o que trabalhar e como avaliar o trabalho usando como guia os componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática. Abordaremos as diferentes possibilidades de se avaliar e estratégias para a superação dos desafios no contexto escolar.   

Módulo 7 - Avaliação ao final do segmento
No Módulo 7, trataremos da importância de estabelecer bons instrumentos avaliativos, que garantam a segurança na progressão dos estudantes para os anos finais do Ensino Fundamental. Exploraremos ainda ações propositivas para uma comunicação assertiva entre docentes dos dois segmentos.

Atividade avaliativa do curso

  • Avaliação objetiva: para aprovação no curso, é necessário obter aproveitamento igual ou superior a 70% no questionário avaliativo final (instrumento único).

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
10 horas



Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Conhecimento Pensamento científico, crítico e criativo Comunicação

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos iniciais)

Caminhos para a Inovação:
Práticas Currículo

Autoria:

Alessandra Novak e Aline Soares


Curso Gratuito
Certificado Incluso
Indique este curso:

Período de realização: 26/09 a 21/11


*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Neste curso, fruto da parceria entre Nova Escola, Fundação Telefônica Vivo, Fundação Lemann e Instituto Credit Suisse, você conhecerá materiais teóricos e ferramentas práticas que poderão auxiliá-lo(a) a avaliar nos anos iniciais do Ensino Fundamental, permitindo ir muito além das provas. Experimentará exemplos de recursos variados para evidenciar aprendizagens, como as rubricas, a autoavaliação e outras atividades que podem ser realizadas ao longo das aulas e não apenas ao final de um ciclo.

Ainda terá acesso a propostas para elaborar avaliações diagnósticas, formativas e somativas que revelem os saberes dos alunos e ajudem a planejar e replanejar seu trabalho pedagógico. Conhecerá também estratégias que vão contribuir para o aprendizado da oralidade, da leitura e da escrita, bem como para a construção de conhecimentos matemáticos considerados essenciais nesse segmento.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao promover vivências e estratégias metodológicas diversificadas para avaliar, recompor e desenvolver aprendizagens.

Objetivos

  • Identificar os tipos de avaliações (diagnóstica, formativa e somativa) diferenciando-as, bem como seus conceitos, técnicas e instrumentos;
  • Utilizar de forma promissora a avaliação por rubricas e a autoavaliação, construindo processos avaliativos mais transparentes e coerentes;
  • Reconhecer e implementar instrumentos avaliativos que possam contribuir para a aprendizagem, tanto em Língua Portuguesa quanto em Matemática, a partir da BNCC e consequentemente do currículo das redes de ensino;
  • Retomar o planejamento com os objetivos de aprendizagem priorizados no início do ano para definir ações que viabilizem a aprendizagem até o final do ano letivo;
  • Reconhecer a importância da retomada do planejamento anual, elencando e revisando as habilidades priorizadas para definir ações que viabilizem a aprendizagem até o final do ano letivo.

Competências pedagógicas

A partir do curso, espera-se que o educador:

  • caracterize e aplique de forma consciente e intencional as diferentes modalidades em que a avaliação pode se apresentar – diagnóstica, formativa e somativa;
  • consiga analisar os elementos de validade e confiabilidade em quaisquer instrumentos avaliativos utilizados;
  • garanta o alinhamento entre os objetivos de aprendizagem, as experiências de aprendizagem e as avaliações;
  • potencialize sua prática e a aprendizagem dos alunos por meio de estratégias como rubricas e autoavaliação;
  • estabeleça critérios e instrumentos de avaliação processuais e consonantes com as habilidades priorizadas.

Competências esperadas nos alunos

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • compreenda os processos avaliativos e participe de sua construção;
  • mostre-se capaz de compartilhar os saberes que apresenta, o que deseja aprender e as dificuldades que vivencia;
  • sinta-se corresponsável pelo desenvolvimento de competências, habilidades e aprendizagens, engajando-se na busca por ampliar seu conhecimento.

 

Como a BNCC é abordada?

A formação contempla a BNCC em todo o percurso do planejamento docente, do mapeamento dos saberes dos alunos à adoção de métodos para acompanhar e apoiar o desenvolvimento de habilidades prioritárias. São discutidas estratégias para estabelecer objetivos de aprendizagem e desenhar experiências que permitam o seu alcance em consonância com as expectativas definidas nas competências gerais e nas competências específicas das áreas e dos componentes curriculares, assim como indicadores alinhados às habilidades e aprendizagens essenciais. A participação dos estudantes é igualmente solicitada e encorajada ao longo do processo de construção da avaliação, incluindo a elaboração e a comunicação de critérios, fortalecendo seu caráter cooperativo, contínuo e formativo.

 

Trajetória

O percurso formativo é composto de três unidades, com um total de sete módulos. Em cada módulo, você encontrará textos, estudos de caso e situações-problema para refletir sobre seus aprendizados, além de vídeos complementares com as autoras. Confira o que você vai estudar em cada etapa.

Módulo 1 - Os desafios da avaliação no contexto da pandemia e o alinhamento com a BNCC
No Módulo 1, apresentaremos o conceito de avaliação que fundamenta toda a nossa discussão em conexão com a BNCC. Discutiremos também os desafios de avaliar e de oportunizar, por meio da avaliação, o avanço dos estudantes na construção de suas aprendizagens. Nesse sentido, a avaliação diagnóstica será usada como ponto de partida, permitindo identificar as necessidades específicas das turmas e, dessa forma, definir os planejamentos, as habilidades, os objetivos de aprendizagem e demais propostas avaliativas.

Módulo 2 - As especificidades de avaliar nos anos iniciais do Ensino Fundamental
No Módulo 2, faremos uma breve discussão sobre como o ato de avaliar pode se diferenciar em cada ano/fase do Ensino Fundamental e por que o olhar sobre a avaliação deve ser cauteloso e criterioso em cada faixa etária, aspecto potencializado pela pandemia. 

Módulo 3 - Modalidades de avaliação: conceitos, quando e como usar
No Módulo 3, resgataremos o conceito de avaliação e as diferentes modalidades em que ela pode se apresentar – diagnóstica, formativa e somativa. Discutiremos acerca dos momentos pedagógicos em que cada uma dessas avaliações pode ser incluída e como utilizá-las.

Módulo 4 - Avaliação e planejamento
No Módulo 4, trataremos da avaliação no planejamento, focando o alinhamento entre os objetivos de aprendizagem e a avaliação. Falaremos também sobre a diversidade de instrumentos avaliativos e a adequação para cada faixa etária. 

Módulo 5 - Avaliação por rubricas e autoavaliação
No Módulo 5, veremos como as rubricas e a autoavaliação podem auxiliar os estudantes na identificação de suas habilidades e no reconhecimento dos pontos de atenção, além de explicitar as lacunas e os potenciais de cada aluno.

Módulo 6 - Avaliação em Língua Portuguesa e Matemática 
No Módulo 6, discutiremos sobre o que trabalhar e como avaliar o trabalho usando como guia os componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática. Abordaremos as diferentes possibilidades de se avaliar e estratégias para a superação dos desafios no contexto escolar.   

Módulo 7 - Avaliação ao final do segmento
No Módulo 7, trataremos da importância de estabelecer bons instrumentos avaliativos, que garantam a segurança na progressão dos estudantes para os anos finais do Ensino Fundamental. Exploraremos ainda ações propositivas para uma comunicação assertiva entre docentes dos dois segmentos.

Atividade avaliativa do curso

  • Avaliação objetiva: para aprovação no curso, é necessário obter aproveitamento igual ou superior a 70% no questionário avaliativo final (instrumento único).

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
10 horas



Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Conhecimento Pensamento científico, crítico e criativo Comunicação

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos iniciais)

Caminhos para a Inovação:
Práticas Currículo

Autoria:

Alessandra Novak e Aline Soares


Avaliação de aprendizagem para os anos iniciais do Ensino Fundamental: função e ferramentas
Curso Gratuito
Certificado Incluso

Período de realização

26/09 a 21/11

Carga Horária

10h