Professora de pé sorri e aponta caderno da aluna, que está sentada, escrevendo.
Avaliação para os anos finais do Ensino Fundamental: estratégias para recompor e desenvolver aprendizagens

Período de realização: 01/08 a 30/08

Avaliação para os anos finais do Ensino Fundamental: estratégias para recompor e desenvolver aprendizagens
Indique este curso:

Período de realização: 01/08 a 30/08


*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Neste curso, fruto da parceria entre Nova Escola, ProFuturo e Instituto Credit Suisse, você irá conhecer referências, estratégias e instrumentos de avaliação para ir muito além das provas no apoio ao desenvolvimento dos alunos. Também explorará recursos variados com o objetivo de evidenciar aprendizagens, que incluem desde questionários e modelos de autoavaliação até rubricas, portfólios, produções colaborativas, resolução de situações-problema e produções com o uso de recursos digitais.

Conhecerá ainda propostas para elaborar avaliações diagnósticas capazes de concretizar intencionalidades pedagógicas com base nos saberes prévios dos estudantes, subsidiando o seu planejamento. Por fim, vivenciará estratégias metodológicas como o planejamento reverso e o planejamento em cascata, que contribuem para o processo de recomposição das aprendizagens essenciais ao longo dos anos finais do Ensino Fundamental e nas transições de segmento: dos anos iniciais para os anos finais do Ensino Fundamental e da etapa para o Ensino Médio.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao promover vivências e estratégias metodológicas diversificadas para avaliar, recompor e desenvolver aprendizagens.

Objetivos

  • Compreender a importância de um processo avaliativo contínuo e formativo, com foco no desenvolvimento e na recomposição das aprendizagens;
  • Adotar avaliações diagnósticas para (re)planejar objetivos pedagógicos, experiências e indicadores de aprendizagem;
  • Diversificar as formas de avaliação de maneira a valorizar os diferentes saberes e habilidades das turmas, assim como meios de expressar conhecimentos;
  • Fortalecer a avaliação como uma construção cooperativa, envolvendo os estudantes da definição de expectativas à concepção dos instrumentos e promovendo a autorregulação das aprendizagens.

Competências pedagógicas

A partir do curso, espera-se que o educador:

  • possa construir e aplicar diferentes instrumentos avaliativos, além de escolher atividades compatíveis com os objetivos pedagógicos estabelecidos e as aprendizagens buscadas;
  • disponha de estratégias metodológicas como o planejamento reverso e o planejamento em cascata na condução de iniciativas de recomposição de aprendizagens essenciais;
  • estabeleça critérios de avaliação claros, com base nas expectativas curriculares, que possam ser comunicados às turmas e enriquecidos cooperativamente;
  • utilize estratégias para tornar visíveis aos estudantes as aprendizagens e habilidades que ainda precisam desenvolver, as ajudas de que necessitam e os meios para superar suas dificuldades, avançando em seus conhecimentos;
  • adote e personalize modelos de avaliação de maneira a contemplar as especificidades dos anos finais do Ensino Fundamental.

Competências esperadas nos alunos

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • compreenda os processos avaliativos e participe de sua construção;
  • mostre-se capaz de compartilhar os saberes que apresenta, o que deseja aprender e as dificuldades que vivencia;
  • sinta-se corresponsável pelo desenvolvimento de competências, habilidades e aprendizagens, engajando-se na busca por ampliar seu conhecimento.

 

Como a BNCC é abordada?

A formação contempla a BNCC em todo o percurso do planejamento docente, do mapeamento dos saberes dos alunos à adoção de métodos para acompanhar e apoiar o desenvolvimento de habilidades prioritárias. São discutidas estratégias para estabelecer objetivos de aprendizagem e desenhar experiências que permitam o seu alcance em consonância com as expectativas definidas nas competências gerais e nas competências específicas das áreas e dos componentes curriculares, assim como indicadores alinhados às habilidades e aprendizagens essenciais. A participação dos estudantes é igualmente solicitada e encorajada ao longo do processo de construção da avaliação, incluindo a elaboração e a comunicação de critérios, fortalecendo seu caráter cooperativo, contínuo e formativo.

 

Trajetória

Módulo 1 – Como as avaliações traduzem as diferentes realidades educacionais

No Módulo 1, vamos entender como as avaliações traduzem as diferentes realidades educacionais. Você terá a oportunidade de analisar dados sobre os impactos nas aprendizagens após o período de ensino remoto, refletir sobre quais são os desafios do retorno às atividades presenciais e verificar como utilizar a avaliação da aprendizagem para enfrentá-los.

Módulo 2 – O planejamento da avaliação: o que considerar

O Módulo 2 abordará o que devemos ter em mente ao planejar o processo avaliativo à luz dos pressupostos do planejamento reverso. Trará também reflexões sobre o que, como e quantas vezes avaliar nos anos finais do Ensino Fundamental.

Módulo 3 – O planejamento da avaliação: exemplos práticos

No Módulo 3, você entenderá melhor a concepção do planejamento reverso e conhecerá o modelo de planejamento em cascata, com foco na definição dos objetivos de aprendizagem alinhados às habilidades da BNCC e dos currículos locais. A construção ajuda na escolha de critérios, estratégias e instrumentos avaliativos.

Módulo 4 – Como comunicar o processo avaliativo para as turmas

No Módulo 4, você vai conhecer modelos de rubricas e entender como elas podem auxiliar na comunicação ao promoverem a melhoria no entendimento das atividades, tendo em vista que os alunos reconhecem o que se espera deles e, consequentemente, resultados mais efetivos são conquistados. Compreenderá também a importância de conhecer e planejar com intencionalidade esse instrumento antes da aplicação.

Módulo 5 – Construir e aplicar diferentes estratégias e instrumentos avaliativos

O Módulo 5 será dedicado a apresentar algumas possibilidades e exemplos de instrumentos avaliativos, assim como meios de utilizá-los de acordo com as evidências de aprendizagem que se pretende avaliar. Também abordará como utilizar as avaliações diagnósticas não apenas para os conteúdos, mas também para a formação de agrupamentos dentro de sala de aula, de acordo com as intencionalidades pedagógicas do professor.

Módulo 6 – A percepção do aprendizado pelos estudantes

No Módulo 6, você vai conhecer ações simples que ajudam na aproximação e na interação de alunos e professores. Essa interlocução promove avaliações mais democráticas, levando em consideração o direito de os alunos saberem por que, quando e sob que aspectos estão sendo avaliados. Além disso, assegura um espaço de escuta e compartilhamento de ideias que o professor poderá utilizar a favor do aprendizado.

Módulo 7 – Aprendizagem visível

O Módulo 7 será dedicado ao conhecimento das conferências estudantis – modelo de comunicação da aprendizagem baseado em uma conversa triangular entre responsáveis e estudantes, com mediação e apoio do professor. Você terá a oportunidade de trabalhar um planejamento dessa atividade para aplicar com a sua sala de aula, vivenciando os benefícios do modelo.

Módulo 8 – A avaliação nos momentos de transição de segmento

O Módulo 8 abordará o que devemos considerar na avaliação quando o aluno inicia o 6º ano do Ensino Fundamental ou quando ele está indo para o Ensino Médio, bem como a importância da comunicação entre os professores que atuam na transição dos segmentos.

Módulo 9 – Inspirações para criar seus instrumentos avaliativos

O módulo 9 é uma seção bônus da formação. Ele apresenta um recorte do curso mediado Avaliação: para que e como avaliar, também oferecido na plataforma Escolas Conectadas. Reúne ideias, inspirações e recursos tecnológicos para criar instrumentos avaliativos, incluir as turmas nesse processo e otimizar o tempo com os estudantes, apoiando aprendizagens tanto presencialmente como em sistemas híbridos e remotos.

 

Atividade avaliativa do curso

  • Avaliação objetiva: para aprovação no curso, é necessário obter aproveitamento igual ou superior a 70% no questionário avaliativo final (instrumento único).

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
10h



Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Conhecimento Pensamento científico, crítico e criativo Comunicação

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos finais)

Caminhos para a Inovação:
Práticas Currículo

Autoria:

Aline Mendes Geraldi e Rodrigo Padilha


Curso Gratuito
Certificado Incluso
Indique este curso:

Período de realização: 01/08 a 30/08


*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Neste curso, fruto da parceria entre Nova Escola, ProFuturo e Instituto Credit Suisse, você irá conhecer referências, estratégias e instrumentos de avaliação para ir muito além das provas no apoio ao desenvolvimento dos alunos. Também explorará recursos variados com o objetivo de evidenciar aprendizagens, que incluem desde questionários e modelos de autoavaliação até rubricas, portfólios, produções colaborativas, resolução de situações-problema e produções com o uso de recursos digitais.

Conhecerá ainda propostas para elaborar avaliações diagnósticas capazes de concretizar intencionalidades pedagógicas com base nos saberes prévios dos estudantes, subsidiando o seu planejamento. Por fim, vivenciará estratégias metodológicas como o planejamento reverso e o planejamento em cascata, que contribuem para o processo de recomposição das aprendizagens essenciais ao longo dos anos finais do Ensino Fundamental e nas transições de segmento: dos anos iniciais para os anos finais do Ensino Fundamental e da etapa para o Ensino Médio.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao promover vivências e estratégias metodológicas diversificadas para avaliar, recompor e desenvolver aprendizagens.

Objetivos

  • Compreender a importância de um processo avaliativo contínuo e formativo, com foco no desenvolvimento e na recomposição das aprendizagens;
  • Adotar avaliações diagnósticas para (re)planejar objetivos pedagógicos, experiências e indicadores de aprendizagem;
  • Diversificar as formas de avaliação de maneira a valorizar os diferentes saberes e habilidades das turmas, assim como meios de expressar conhecimentos;
  • Fortalecer a avaliação como uma construção cooperativa, envolvendo os estudantes da definição de expectativas à concepção dos instrumentos e promovendo a autorregulação das aprendizagens.

Competências pedagógicas

A partir do curso, espera-se que o educador:

  • possa construir e aplicar diferentes instrumentos avaliativos, além de escolher atividades compatíveis com os objetivos pedagógicos estabelecidos e as aprendizagens buscadas;
  • disponha de estratégias metodológicas como o planejamento reverso e o planejamento em cascata na condução de iniciativas de recomposição de aprendizagens essenciais;
  • estabeleça critérios de avaliação claros, com base nas expectativas curriculares, que possam ser comunicados às turmas e enriquecidos cooperativamente;
  • utilize estratégias para tornar visíveis aos estudantes as aprendizagens e habilidades que ainda precisam desenvolver, as ajudas de que necessitam e os meios para superar suas dificuldades, avançando em seus conhecimentos;
  • adote e personalize modelos de avaliação de maneira a contemplar as especificidades dos anos finais do Ensino Fundamental.

Competências esperadas nos alunos

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • compreenda os processos avaliativos e participe de sua construção;
  • mostre-se capaz de compartilhar os saberes que apresenta, o que deseja aprender e as dificuldades que vivencia;
  • sinta-se corresponsável pelo desenvolvimento de competências, habilidades e aprendizagens, engajando-se na busca por ampliar seu conhecimento.

 

Como a BNCC é abordada?

A formação contempla a BNCC em todo o percurso do planejamento docente, do mapeamento dos saberes dos alunos à adoção de métodos para acompanhar e apoiar o desenvolvimento de habilidades prioritárias. São discutidas estratégias para estabelecer objetivos de aprendizagem e desenhar experiências que permitam o seu alcance em consonância com as expectativas definidas nas competências gerais e nas competências específicas das áreas e dos componentes curriculares, assim como indicadores alinhados às habilidades e aprendizagens essenciais. A participação dos estudantes é igualmente solicitada e encorajada ao longo do processo de construção da avaliação, incluindo a elaboração e a comunicação de critérios, fortalecendo seu caráter cooperativo, contínuo e formativo.

 

Trajetória

Módulo 1 – Como as avaliações traduzem as diferentes realidades educacionais

No Módulo 1, vamos entender como as avaliações traduzem as diferentes realidades educacionais. Você terá a oportunidade de analisar dados sobre os impactos nas aprendizagens após o período de ensino remoto, refletir sobre quais são os desafios do retorno às atividades presenciais e verificar como utilizar a avaliação da aprendizagem para enfrentá-los.

Módulo 2 – O planejamento da avaliação: o que considerar

O Módulo 2 abordará o que devemos ter em mente ao planejar o processo avaliativo à luz dos pressupostos do planejamento reverso. Trará também reflexões sobre o que, como e quantas vezes avaliar nos anos finais do Ensino Fundamental.

Módulo 3 – O planejamento da avaliação: exemplos práticos

No Módulo 3, você entenderá melhor a concepção do planejamento reverso e conhecerá o modelo de planejamento em cascata, com foco na definição dos objetivos de aprendizagem alinhados às habilidades da BNCC e dos currículos locais. A construção ajuda na escolha de critérios, estratégias e instrumentos avaliativos.

Módulo 4 – Como comunicar o processo avaliativo para as turmas

No Módulo 4, você vai conhecer modelos de rubricas e entender como elas podem auxiliar na comunicação ao promoverem a melhoria no entendimento das atividades, tendo em vista que os alunos reconhecem o que se espera deles e, consequentemente, resultados mais efetivos são conquistados. Compreenderá também a importância de conhecer e planejar com intencionalidade esse instrumento antes da aplicação.

Módulo 5 – Construir e aplicar diferentes estratégias e instrumentos avaliativos

O Módulo 5 será dedicado a apresentar algumas possibilidades e exemplos de instrumentos avaliativos, assim como meios de utilizá-los de acordo com as evidências de aprendizagem que se pretende avaliar. Também abordará como utilizar as avaliações diagnósticas não apenas para os conteúdos, mas também para a formação de agrupamentos dentro de sala de aula, de acordo com as intencionalidades pedagógicas do professor.

Módulo 6 – A percepção do aprendizado pelos estudantes

No Módulo 6, você vai conhecer ações simples que ajudam na aproximação e na interação de alunos e professores. Essa interlocução promove avaliações mais democráticas, levando em consideração o direito de os alunos saberem por que, quando e sob que aspectos estão sendo avaliados. Além disso, assegura um espaço de escuta e compartilhamento de ideias que o professor poderá utilizar a favor do aprendizado.

Módulo 7 – Aprendizagem visível

O Módulo 7 será dedicado ao conhecimento das conferências estudantis – modelo de comunicação da aprendizagem baseado em uma conversa triangular entre responsáveis e estudantes, com mediação e apoio do professor. Você terá a oportunidade de trabalhar um planejamento dessa atividade para aplicar com a sua sala de aula, vivenciando os benefícios do modelo.

Módulo 8 – A avaliação nos momentos de transição de segmento

O Módulo 8 abordará o que devemos considerar na avaliação quando o aluno inicia o 6º ano do Ensino Fundamental ou quando ele está indo para o Ensino Médio, bem como a importância da comunicação entre os professores que atuam na transição dos segmentos.

Módulo 9 – Inspirações para criar seus instrumentos avaliativos

O módulo 9 é uma seção bônus da formação. Ele apresenta um recorte do curso mediado Avaliação: para que e como avaliar, também oferecido na plataforma Escolas Conectadas. Reúne ideias, inspirações e recursos tecnológicos para criar instrumentos avaliativos, incluir as turmas nesse processo e otimizar o tempo com os estudantes, apoiando aprendizagens tanto presencialmente como em sistemas híbridos e remotos.

 

Atividade avaliativa do curso

  • Avaliação objetiva: para aprovação no curso, é necessário obter aproveitamento igual ou superior a 70% no questionário avaliativo final (instrumento único).

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
10h



Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Conhecimento Pensamento científico, crítico e criativo Comunicação

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos finais)

Caminhos para a Inovação:
Práticas Currículo

Autoria:

Aline Mendes Geraldi e Rodrigo Padilha


Avaliação para os anos finais do Ensino Fundamental: estratégias para recompor e desenvolver aprendizagens
Curso Gratuito
Certificado Incluso

Período de realização

01/08 a 30/08

Carga Horária

10h