Jovem em pé segura notebook em frente a uma tela em que são projetados códigos de programação.
Elementar, meu caro! Dados: um universo em expansão
Elementar, meu caro! Dados: um universo em expansão
Jovem em pé segura notebook em frente a uma tela em que são projetados códigos de programação.
Indique este curso:

*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Qual é a taxa de crescimento da população mundial? Como se calcula a quantidade de plástico no oceano? E de calorias dos alimentos? O que significa dizer que em uma região choveu 80 milímetros? Os dados estão por toda parte, e analisá-los é uma demanda constante, potencializada pelas transformações tecnológicas recentes. 

O curso Elementar, meu caro! Dados: um universo em expansão propõe uma jornada envolvente e criativa na educação para os dados, auxiliando professores a trabalharem com seus alunos as habilidades de ler, analisar, interpretar e comunicar dados de forma contextual. Essa alfabetização garante o entendimento de quais deles precisam ser rastreados, tratados e utilizados, seja para a compreensão dos mais variados fenômenos, seja para a tomada de decisões éticas e fundamentadas. 

De 27/05/2024 até 23/06/2024

Conteúdo programático

Unidade 1 – Busca e leitura de dados

Na primeira unidade, são analisados critérios para a busca e leitura de dados, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) e conceitos como big data e dados abertos.

Unidade 2 – Análise e interpretação de dados

A unidade 2 tematiza a alfabetização em dados, discutindo elementos como confiabilidade, diferenças entre correlação e causalidade, leitura crítica e cuidados necessários nos processos de análise.

Unidade 3 – Educação com dados

A unidade 3 propõe reflexões e práticas sobre a educação com dados, compartilhando abordagens pedagógicas que beneficiam o trabalho com evidências.

Atividade avaliativa

Avaliação objetiva: para aprovação no curso, é necessário obter aproveitamento igual ou superior a 70% no questionário final. 

 


Objetivos

A partir do curso, espera-se que o professor: 

  • compreenda a importância da educação para os dados e disponha de estratégias criativas para desenvolvê-la com os alunos; 
  • conheça o ferramental matemático e computacional tipicamente empregado na educação para os dados; 
  • aumente seu repertório pedagógico para mobilizar as habilidades de ler, analisar, interpretar e comunicar dados; 
  • promova o uso ético e contextualizado de dados para sustentar posicionamentos, ideias, ações e tomadas de decisão. 

 

Como a BNCC é abordada? 

A leitura e a análise crítica de dados, que subsidiam práticas investigativas para a resolução de problemas nos múltiplos campos do saber, relacionam-se com importantes competências e habilidades previstas pela Base Nacional Comum Curricular para as diferentes áreas e seus componentes curriculares.  

Na área de Linguagens, as habilidades do campo das Práticas de Estudo e Pesquisa, ao longo do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, solicitam a seleção, o tratamento, a comparação, a avaliação, a problematização e a esquematização de dados de fontes diversas. Conforme a Base, na busca por fomentar a curiosidade intelectual e o desenvolvimento de autonomia de estudo e de pensamento, sobressai, entre outros elementos,  

"o incremento dos processos de busca e seleção de informações, não somente no que diz respeito à curadoria de informação, confiabilidade etc., mas também ao estabelecimento do recorte e do foco no que é essencial e efetivamente necessário, tendo em vista a abundância de informações e dados, referências e informações disponíveis nos ambientes digitais" (BRASIL, 2018, p. 515). 

Na área de Ciências da Natureza, as aprendizagens do curso conectam-se igualmente com competências e habilidades das etapas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Encontram síntese nas competências específicas 2 e 3 do Ensino Fundamental e na competência específica 3 do Ensino Médio, que preveem: 

"2. Compreender conceitos fundamentais e estruturas explicativas das Ciências da Natureza, bem como dominar processos, práticas e procedimentos da investigação científica, de modo a sentir segurança no debate de questões científicas, tecnológicas, socioambientais e do mundo do trabalho, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva. 

3. Analisar, compreender e explicar características, fenômenos e processos relativos ao mundo natural, social e tecnológico (incluindo o digital), como também as relações que se estabelecem entre eles, exercitando a curiosidade para fazer perguntas, buscar respostas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das Ciências da Natureza. 

(...) 

3. Investigar situações-problema e avaliar aplicações do conhecimento científico e tecnológico e suas implicações no mundo, utilizando procedimentos e linguagens próprios das Ciências da Natureza, para propor soluções que considerem demandas locais, regionais e/ou globais, e comunicar suas descobertas e conclusões a públicos variados, em diversos contextos e por meio de diferentes mídias e tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC)" (BRASIL, 2018, pp. 324 e 553). 

Semelhantemente, na área de Matemática, a prática da pesquisa abre muitas possibilidades de trabalho com os estudantes. Elas abrangem, por exemplo, a comparação de informações apresentadas por meio de tabelas e gráficos, a leitura e a interpretação de dados. Nesse escopo, têm destaque as competências específicas 5 e 6 do Ensino Fundamental e 4 do Ensino Médio: 

"5. Utilizar processos e ferramentas matemáticas, inclusive tecnologias digitais disponíveis, para modelar e resolver problemas cotidianos, sociais e de outras áreas de conhecimento, validando estratégias e resultados. 

6. Enfrentar situações-problema em múltiplos contextos, incluindo-se situações imaginadas, não diretamente relacionadas com o aspecto prático-utilitário, expressar suas respostas e sintetizar conclusões, utilizando diferentes registros e linguagens (gráficos, tabelas, esquemas, além de texto escrito na língua materna e outras linguagens para descrever algoritmos, como fluxogramas, e dados).  

(...) 

4. Compreender e utilizar, com flexibilidade e precisão, diferentes registros de representação matemáticos (algébrico, geométrico, estatístico, computacional etc.), na busca de solução e comunicação de resultados de problemas" (BRASIL, 2018, pp. 267 e 531). 

Também no complemento à BNCC – Computação na Educação Básica, o uso, o tratamento e o compartilhamento de dados recebem atenção. Já na etapa do Ensino Fundamental, é realçado o compromisso com a postura ética que contempla desde cuidados com o uso de dados pessoais até a observação dos direitos autorais, dos direitos de imagem e das leis vigentes, passando pela segurança cibernética. 

No Ensino Fundamental, destacam-se as habilidades EF07CO03, EF08CO04 e EF09CO02, que preveem “construir soluções computacionais de problemas de diferentes áreas do conhecimento, de forma individual e colaborativa, selecionando as estruturas de dados e técnicas adequadas, aperfeiçoando e articulando saberes escolares” (BRASIL, 2022). São igualmente relevantes na temática as habilidades: 

  • (EF08CO11) Avaliar a precisão, relevância, adequação, abrangência e vieses que ocorrem em fontes de informação eletrônica;
  • (EF09CO10) Avaliar a veracidade, credibilidade e relevância da informação em seus diferentes formatos, sendo capaz de identificar o propósito pelo qual foi disseminada.  

No Ensino Médio, frisa-se a competência específica 4 – “construir conhecimento usando técnicas e tecnologias computacionais, produzindo informação e/ou artefatos de forma criativa, com respeito às questões legais, que proporcionem experiências para si e os demais” (BRASIL, 2022, p. 66) –, na qual se inscrevem as habilidades: 

  • (EM13CO12) Produzir, analisar, gerir e compartilhar informações a partir de dados, utilizando princípios de ciência de dados; 
  • (EM13CO13) Analisar e utilizar as diferentes formas de representação e consulta a dados em formato digital para pesquisas científicas; 
  • (EM13CO14) Avaliar a confiabilidade das informações encontradas em meio digital, investigando seus modos de construção e considerando a autoria, a estrutura e o propósito da mensagem. 

Conheça as principais características:
Carga Horária:
20 horas

Áreas do Conhecimento:
Linguagens Ciências da Natureza Matemática

Modalidade:
Autoformativo (sem mediação)

Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Conhecimento Pensamento científico, crítico e criativo Argumentação Cultura Digital

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos finais) Ensino fundamental (anos iniciais) Ensino médio

Autoria:

Parceria Instituto K4T Conhecimento para todos e Fundação Telefônica Vivo


Certificação:

Centro Universitário Braz Cubas

Curso Gratuito
Certificado Incluso
Indique este curso:

*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Qual é a taxa de crescimento da população mundial? Como se calcula a quantidade de plástico no oceano? E de calorias dos alimentos? O que significa dizer que em uma região choveu 80 milímetros? Os dados estão por toda parte, e analisá-los é uma demanda constante, potencializada pelas transformações tecnológicas recentes. 

O curso Elementar, meu caro! Dados: um universo em expansão propõe uma jornada envolvente e criativa na educação para os dados, auxiliando professores a trabalharem com seus alunos as habilidades de ler, analisar, interpretar e comunicar dados de forma contextual. Essa alfabetização garante o entendimento de quais deles precisam ser rastreados, tratados e utilizados, seja para a compreensão dos mais variados fenômenos, seja para a tomada de decisões éticas e fundamentadas. 

De 27/05/2024 até 23/06/2024

Conteúdo programático

Unidade 1 – Busca e leitura de dados

Na primeira unidade, são analisados critérios para a busca e leitura de dados, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) e conceitos como big data e dados abertos.

Unidade 2 – Análise e interpretação de dados

A unidade 2 tematiza a alfabetização em dados, discutindo elementos como confiabilidade, diferenças entre correlação e causalidade, leitura crítica e cuidados necessários nos processos de análise.

Unidade 3 – Educação com dados

A unidade 3 propõe reflexões e práticas sobre a educação com dados, compartilhando abordagens pedagógicas que beneficiam o trabalho com evidências.

Atividade avaliativa

Avaliação objetiva: para aprovação no curso, é necessário obter aproveitamento igual ou superior a 70% no questionário final. 

 


Objetivos

A partir do curso, espera-se que o professor: 

  • compreenda a importância da educação para os dados e disponha de estratégias criativas para desenvolvê-la com os alunos; 
  • conheça o ferramental matemático e computacional tipicamente empregado na educação para os dados; 
  • aumente seu repertório pedagógico para mobilizar as habilidades de ler, analisar, interpretar e comunicar dados; 
  • promova o uso ético e contextualizado de dados para sustentar posicionamentos, ideias, ações e tomadas de decisão. 

 

Como a BNCC é abordada? 

A leitura e a análise crítica de dados, que subsidiam práticas investigativas para a resolução de problemas nos múltiplos campos do saber, relacionam-se com importantes competências e habilidades previstas pela Base Nacional Comum Curricular para as diferentes áreas e seus componentes curriculares.  

Na área de Linguagens, as habilidades do campo das Práticas de Estudo e Pesquisa, ao longo do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, solicitam a seleção, o tratamento, a comparação, a avaliação, a problematização e a esquematização de dados de fontes diversas. Conforme a Base, na busca por fomentar a curiosidade intelectual e o desenvolvimento de autonomia de estudo e de pensamento, sobressai, entre outros elementos,  

"o incremento dos processos de busca e seleção de informações, não somente no que diz respeito à curadoria de informação, confiabilidade etc., mas também ao estabelecimento do recorte e do foco no que é essencial e efetivamente necessário, tendo em vista a abundância de informações e dados, referências e informações disponíveis nos ambientes digitais" (BRASIL, 2018, p. 515). 

Na área de Ciências da Natureza, as aprendizagens do curso conectam-se igualmente com competências e habilidades das etapas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Encontram síntese nas competências específicas 2 e 3 do Ensino Fundamental e na competência específica 3 do Ensino Médio, que preveem: 

"2. Compreender conceitos fundamentais e estruturas explicativas das Ciências da Natureza, bem como dominar processos, práticas e procedimentos da investigação científica, de modo a sentir segurança no debate de questões científicas, tecnológicas, socioambientais e do mundo do trabalho, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva. 

3. Analisar, compreender e explicar características, fenômenos e processos relativos ao mundo natural, social e tecnológico (incluindo o digital), como também as relações que se estabelecem entre eles, exercitando a curiosidade para fazer perguntas, buscar respostas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das Ciências da Natureza. 

(...) 

3. Investigar situações-problema e avaliar aplicações do conhecimento científico e tecnológico e suas implicações no mundo, utilizando procedimentos e linguagens próprios das Ciências da Natureza, para propor soluções que considerem demandas locais, regionais e/ou globais, e comunicar suas descobertas e conclusões a públicos variados, em diversos contextos e por meio de diferentes mídias e tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC)" (BRASIL, 2018, pp. 324 e 553). 

Semelhantemente, na área de Matemática, a prática da pesquisa abre muitas possibilidades de trabalho com os estudantes. Elas abrangem, por exemplo, a comparação de informações apresentadas por meio de tabelas e gráficos, a leitura e a interpretação de dados. Nesse escopo, têm destaque as competências específicas 5 e 6 do Ensino Fundamental e 4 do Ensino Médio: 

"5. Utilizar processos e ferramentas matemáticas, inclusive tecnologias digitais disponíveis, para modelar e resolver problemas cotidianos, sociais e de outras áreas de conhecimento, validando estratégias e resultados. 

6. Enfrentar situações-problema em múltiplos contextos, incluindo-se situações imaginadas, não diretamente relacionadas com o aspecto prático-utilitário, expressar suas respostas e sintetizar conclusões, utilizando diferentes registros e linguagens (gráficos, tabelas, esquemas, além de texto escrito na língua materna e outras linguagens para descrever algoritmos, como fluxogramas, e dados).  

(...) 

4. Compreender e utilizar, com flexibilidade e precisão, diferentes registros de representação matemáticos (algébrico, geométrico, estatístico, computacional etc.), na busca de solução e comunicação de resultados de problemas" (BRASIL, 2018, pp. 267 e 531). 

Também no complemento à BNCC – Computação na Educação Básica, o uso, o tratamento e o compartilhamento de dados recebem atenção. Já na etapa do Ensino Fundamental, é realçado o compromisso com a postura ética que contempla desde cuidados com o uso de dados pessoais até a observação dos direitos autorais, dos direitos de imagem e das leis vigentes, passando pela segurança cibernética. 

No Ensino Fundamental, destacam-se as habilidades EF07CO03, EF08CO04 e EF09CO02, que preveem “construir soluções computacionais de problemas de diferentes áreas do conhecimento, de forma individual e colaborativa, selecionando as estruturas de dados e técnicas adequadas, aperfeiçoando e articulando saberes escolares” (BRASIL, 2022). São igualmente relevantes na temática as habilidades: 

  • (EF08CO11) Avaliar a precisão, relevância, adequação, abrangência e vieses que ocorrem em fontes de informação eletrônica;
  • (EF09CO10) Avaliar a veracidade, credibilidade e relevância da informação em seus diferentes formatos, sendo capaz de identificar o propósito pelo qual foi disseminada.  

No Ensino Médio, frisa-se a competência específica 4 – “construir conhecimento usando técnicas e tecnologias computacionais, produzindo informação e/ou artefatos de forma criativa, com respeito às questões legais, que proporcionem experiências para si e os demais” (BRASIL, 2022, p. 66) –, na qual se inscrevem as habilidades: 

  • (EM13CO12) Produzir, analisar, gerir e compartilhar informações a partir de dados, utilizando princípios de ciência de dados; 
  • (EM13CO13) Analisar e utilizar as diferentes formas de representação e consulta a dados em formato digital para pesquisas científicas; 
  • (EM13CO14) Avaliar a confiabilidade das informações encontradas em meio digital, investigando seus modos de construção e considerando a autoria, a estrutura e o propósito da mensagem. 

Conheça as principais características:
Carga Horária:
20 horas

Áreas do Conhecimento:
Linguagens Ciências da Natureza Matemática

Modalidade:
Autoformativo (sem mediação)

Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Conhecimento Pensamento científico, crítico e criativo Argumentação Cultura Digital

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos finais) Ensino fundamental (anos iniciais) Ensino médio

Autoria:

Parceria Instituto K4T Conhecimento para todos e Fundação Telefônica Vivo


Certificação:

Centro Universitário Braz Cubas

Elementar, meu caro! Dados: um universo em expansão
Curso Gratuito
Certificado Incluso

Carga Horária

20h