Participe do sorteio: Transforme a educação e concorra a prêmios!

Participe do sorteio: Transforme a educação e concorra a prêmios! Quanto mais cursos você concluir, mais chances de ganhar.

Certificado De Autorização Secap/Me Nº 01.013577/2021

Aluna sorri ao observar uma flor por meio de uma lupa.
Jornada nos biomas: biodiversidade e conservação em forma de jogo
Jornada nos biomas: biodiversidade e conservação em forma de jogo
Indique este curso:

*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Jogos são importantes ferramentas de aprendizagem para mobilizar a ação e a construção dos conhecimentos dos estudantes sobre assuntos diversos. Na área das Ciências Naturais, podem ser usados para instigar a curiosidade e apoiar a construção de conceitos a respeito de temas como a conservação da biodiversidade. O Brasil é o país que possui a maior biodiversidade do planeta, com mais de 20% do número total de espécies de animais e plantas da Terra. Sabemos que essa rica diversidade está ameaçada e que a transformação da sociedade é fundamental para a adoção de práticas sustentáveis (capazes de suprir as necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras).

A proposta do curso é vivenciar uma estratégia ativa de aprendizagem sobre biodiversidade, conservação e sustentabilidade dos biomas brasileiros com suporte de um jogo digital. O jogo "Jornada Biomas" apresenta de maneira lúdica e interativa aspectos gerais, fauna, flora e ameaças à biodiversidade dos biomas Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Pampa e Pantanal. Ele foi criado com a finalidade de valorizar os conhecimentos prévios dos estudantes, contribuir na construção de novas aprendizagens e sensibilizar para a preservação dos biomas. Enquanto exploram o jogo, aprendem e se divertem, os estudantes desenvolvem competências e habilidades previstas pela Base Nacional Comum Curricular.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao integrar o conhecimento científico sobre biodiversidade, biomas brasileiros, conservação e sustentabilidade a novos hábitos e ao propor métodos ativos (especialmente com a utilização de um jogo digital) para a construção e a prática de conceitos fundamentais na área de Ciências da Natureza.
25 de outubro a 22 de novembro

Curso com tema contemporâneo sob os aspectos de sustentabilidade e TIC’s em favor da ressignificação do processo de aprendizagem observada na BNCC!

Alexandre Camargo, RJ.

OBJETIVOS

A partir do curso, espera-se que o professor:

  • compreenda a importância dos jogos como meios facilitadores da aprendizagem;
  • reconheça os biomas brasileiros pelas suas características principais, apresentadas no jogo "Jornada nos Biomas" e aprofundadas na formação;
  • explore os diferentes conteúdos apresentados no jogo "Jornada nos Biomas", não apenas na área de Ciências Naturais, como também em outros campos do saber;
  • identifique as ameaças aos biomas brasileiros e as aborde com os estudantes, por meio de uma análise crítica e pautada na prática para a busca coletiva de soluções;
  • elabore, com os alunos, estratégias e medidas sustentáveis visando à conservação da biodiversidade.

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • tenha sua curiosidade sobre os biomas brasileiros mobilizada;
  • construa aprendizagens sobre os biomas brasileiros e sobre as temáticas da biodiversidade, da conservação e da sustentabilidade;
  • reconheça ameaças à biodiversidade dos biomas brasileiros e compreenda a necessidade de conservação dos recursos naturais;
  • repense seus hábitos e modos de vida, passando a desenvolver ações mais sustentáveis.

 

UNIDADES

Unidade 1: Introdução aos jogos digitais

A unidade é dedicada à exploração do potencial educacional dos jogos, à investigação da forma como são estruturados e ao conhecimento de meios de criá-los com os alunos para desenvolver diversas aprendizagens.

Unidade 2: Jornada nos biomas - Mata Atlântica, Amazônia e Pampa

A unidade favorece que professores e alunos identifiquem as características da Mata Atlântica, da Amazônia e do Pampa, reconheçam as ameaças a esses biomas e busquem formas de preservá-los.

Unidade 3: Jornada nos biomas - Cerrado, Caatinga e Pantanal

A unidade oportuniza que professores e alunos conheçam mais o Cerrado, a Caatinga e o Pantanal, compreendam a importância desses biomas e se dediquem à sua conservação.

 

ALINHAMENTO À BNCC

Do estudo dos elementos essenciais à manutenção da vida à análise das características específicas dos ecossistemas, os temas da biodiversidade, da conservação e da sustentabilidade permeiam a Base Nacional Comum Curricular (BRASIL, 2018). No componente curricular de Ciências no ensino fundamental e na área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, no ensino médio, habilidades como EF09CI13, “propor iniciativas individuais e coletivas para a solução de problemas ambientais da cidade ou da comunidade, com base na análise de ações de consumo consciente e de sustentabilidade bem-sucedidas”, EF05CI03, “selecionar argumentos que justifiquem a importância da cobertura vegetal para a manutenção do ciclo da água, a conservação dos solos, dos cursos de água e da qualidade do ar atmosférico”, e EM13CNT206, “discutir a importância da preservação e conservação da biodiversidade, considerando parâmetros qualitativos e quantitativos, e avaliar os efeitos da ação humana e das políticas ambientais para a garantia da sustentabilidade do planeta”, buscam favorecer a compreensão e a prática de ações com vistas à preservação ambiental global, que inclui a saúde e o bem-estar pessoal, coletivo e do meio natural.

Contudo, as temáticas são transversais: constam nos objetos de conhecimento, nas competências e nas habilidades de outros componentes curriculares. São exemplos a competência específica que prevê “construir argumentos com base em informações geográficas, debater e defender ideias e pontos de vista que respeitem e promovam a consciência socioambiental e o respeito à biodiversidade e ao outro, sem preconceitos de qualquer natureza” (BRASIL, 2018, p. 366) e as habilidades EF04GE11, “identificar as características das paisagens naturais e antrópicas (relevo, cobertura vegetal, rios etc.) no ambiente em que vive, bem como a ação humana na conservação ou degradação dessas áreas”, EF07GE11, “caracterizar dinâmicas dos componentes físico-naturais no território nacional, bem como sua distribuição e biodiversidade (Florestas Tropicais, Cerrados, Caatingas, Campos Sulinos e Matas de Araucária)”, e EF07GE12, “comparar unidades de conservação existentes no município de residência e em outras localidades brasileiras, com base na organização do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC)”, todas vinculadas ao componente de Geografia para o ensino fundamental. Na área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, localizamos as habilidades de “problematizar hábitos e práticas individuais e coletivos de produção, reaproveitamento e descarte de resíduos em metrópoles, áreas urbanas e rurais, e comunidades com diferentes características socioeconômicas, e elaborar e/ou selecionar propostas de ação que promovam a sustentabilidade socioambiental, o combate à poluição sistêmica e o consumo responsável” e “analisar e avaliar criticamente os impactos econômicos e socioambientais de cadeias produtivas ligadas à exploração de recursos naturais e às atividades agropecuárias em diferentes ambientes e escalas de análise, considerando o modo de vida das populações locais – entre elas as indígenas, quilombolas e demais comunidades tradicionais –, suas práticas agroextrativistas e o compromisso com a sustentabilidade” (EM13CHS301 e EM13CHS302).

Vemos, assim, como a abordagem da conservação da biodiversidade e da sustentabilidade socioambiental permite a construção de aprendizagens e a apropriação de conceitos interdisciplinares, conectando o conhecimento científico a possibilidades de práticas cotidianas, de modo a promover e incentivar “uma convivência em maior sintonia com o ambiente, por meio do uso inteligente e responsável dos recursos naturais, para que estes se recomponham no presente e se mantenham no futuro” (BRASIL, 2018, p. 327).

 


 

ATIVIDADE AVALIATIVA

Jornada Biomas na prática! Vamos jogar?

Planejamento, implementação e compartilhamento de resultados de uma proposta pedagógica com base no percurso formativo e nas experiências com o jogo “Jornada Biomas”, observando todos os itens solicitados.

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
20 horas


Modalidade:
Mediado



Caminhos para a Inovação:
Cultura Digital Currículo

Autoria:

Camilo Rebouças, Juçara Bordin e Patrícia Behling Schäfer


Certificação:

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Curso Gratuito
Certificado Incluso
Indique este curso:

*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Jogos são importantes ferramentas de aprendizagem para mobilizar a ação e a construção dos conhecimentos dos estudantes sobre assuntos diversos. Na área das Ciências Naturais, podem ser usados para instigar a curiosidade e apoiar a construção de conceitos a respeito de temas como a conservação da biodiversidade. O Brasil é o país que possui a maior biodiversidade do planeta, com mais de 20% do número total de espécies de animais e plantas da Terra. Sabemos que essa rica diversidade está ameaçada e que a transformação da sociedade é fundamental para a adoção de práticas sustentáveis (capazes de suprir as necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras).

A proposta do curso é vivenciar uma estratégia ativa de aprendizagem sobre biodiversidade, conservação e sustentabilidade dos biomas brasileiros com suporte de um jogo digital. O jogo "Jornada Biomas" apresenta de maneira lúdica e interativa aspectos gerais, fauna, flora e ameaças à biodiversidade dos biomas Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Pampa e Pantanal. Ele foi criado com a finalidade de valorizar os conhecimentos prévios dos estudantes, contribuir na construção de novas aprendizagens e sensibilizar para a preservação dos biomas. Enquanto exploram o jogo, aprendem e se divertem, os estudantes desenvolvem competências e habilidades previstas pela Base Nacional Comum Curricular.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao integrar o conhecimento científico sobre biodiversidade, biomas brasileiros, conservação e sustentabilidade a novos hábitos e ao propor métodos ativos (especialmente com a utilização de um jogo digital) para a construção e a prática de conceitos fundamentais na área de Ciências da Natureza.
25 de outubro a 22 de novembro

Curso com tema contemporâneo sob os aspectos de sustentabilidade e TIC’s em favor da ressignificação do processo de aprendizagem observada na BNCC!

Alexandre Camargo, RJ.

OBJETIVOS

A partir do curso, espera-se que o professor:

  • compreenda a importância dos jogos como meios facilitadores da aprendizagem;
  • reconheça os biomas brasileiros pelas suas características principais, apresentadas no jogo "Jornada nos Biomas" e aprofundadas na formação;
  • explore os diferentes conteúdos apresentados no jogo "Jornada nos Biomas", não apenas na área de Ciências Naturais, como também em outros campos do saber;
  • identifique as ameaças aos biomas brasileiros e as aborde com os estudantes, por meio de uma análise crítica e pautada na prática para a busca coletiva de soluções;
  • elabore, com os alunos, estratégias e medidas sustentáveis visando à conservação da biodiversidade.

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • tenha sua curiosidade sobre os biomas brasileiros mobilizada;
  • construa aprendizagens sobre os biomas brasileiros e sobre as temáticas da biodiversidade, da conservação e da sustentabilidade;
  • reconheça ameaças à biodiversidade dos biomas brasileiros e compreenda a necessidade de conservação dos recursos naturais;
  • repense seus hábitos e modos de vida, passando a desenvolver ações mais sustentáveis.

 

UNIDADES

Unidade 1: Introdução aos jogos digitais

A unidade é dedicada à exploração do potencial educacional dos jogos, à investigação da forma como são estruturados e ao conhecimento de meios de criá-los com os alunos para desenvolver diversas aprendizagens.

Unidade 2: Jornada nos biomas - Mata Atlântica, Amazônia e Pampa

A unidade favorece que professores e alunos identifiquem as características da Mata Atlântica, da Amazônia e do Pampa, reconheçam as ameaças a esses biomas e busquem formas de preservá-los.

Unidade 3: Jornada nos biomas - Cerrado, Caatinga e Pantanal

A unidade oportuniza que professores e alunos conheçam mais o Cerrado, a Caatinga e o Pantanal, compreendam a importância desses biomas e se dediquem à sua conservação.

 

ALINHAMENTO À BNCC

Do estudo dos elementos essenciais à manutenção da vida à análise das características específicas dos ecossistemas, os temas da biodiversidade, da conservação e da sustentabilidade permeiam a Base Nacional Comum Curricular (BRASIL, 2018). No componente curricular de Ciências no ensino fundamental e na área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, no ensino médio, habilidades como EF09CI13, “propor iniciativas individuais e coletivas para a solução de problemas ambientais da cidade ou da comunidade, com base na análise de ações de consumo consciente e de sustentabilidade bem-sucedidas”, EF05CI03, “selecionar argumentos que justifiquem a importância da cobertura vegetal para a manutenção do ciclo da água, a conservação dos solos, dos cursos de água e da qualidade do ar atmosférico”, e EM13CNT206, “discutir a importância da preservação e conservação da biodiversidade, considerando parâmetros qualitativos e quantitativos, e avaliar os efeitos da ação humana e das políticas ambientais para a garantia da sustentabilidade do planeta”, buscam favorecer a compreensão e a prática de ações com vistas à preservação ambiental global, que inclui a saúde e o bem-estar pessoal, coletivo e do meio natural.

Contudo, as temáticas são transversais: constam nos objetos de conhecimento, nas competências e nas habilidades de outros componentes curriculares. São exemplos a competência específica que prevê “construir argumentos com base em informações geográficas, debater e defender ideias e pontos de vista que respeitem e promovam a consciência socioambiental e o respeito à biodiversidade e ao outro, sem preconceitos de qualquer natureza” (BRASIL, 2018, p. 366) e as habilidades EF04GE11, “identificar as características das paisagens naturais e antrópicas (relevo, cobertura vegetal, rios etc.) no ambiente em que vive, bem como a ação humana na conservação ou degradação dessas áreas”, EF07GE11, “caracterizar dinâmicas dos componentes físico-naturais no território nacional, bem como sua distribuição e biodiversidade (Florestas Tropicais, Cerrados, Caatingas, Campos Sulinos e Matas de Araucária)”, e EF07GE12, “comparar unidades de conservação existentes no município de residência e em outras localidades brasileiras, com base na organização do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC)”, todas vinculadas ao componente de Geografia para o ensino fundamental. Na área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, localizamos as habilidades de “problematizar hábitos e práticas individuais e coletivos de produção, reaproveitamento e descarte de resíduos em metrópoles, áreas urbanas e rurais, e comunidades com diferentes características socioeconômicas, e elaborar e/ou selecionar propostas de ação que promovam a sustentabilidade socioambiental, o combate à poluição sistêmica e o consumo responsável” e “analisar e avaliar criticamente os impactos econômicos e socioambientais de cadeias produtivas ligadas à exploração de recursos naturais e às atividades agropecuárias em diferentes ambientes e escalas de análise, considerando o modo de vida das populações locais – entre elas as indígenas, quilombolas e demais comunidades tradicionais –, suas práticas agroextrativistas e o compromisso com a sustentabilidade” (EM13CHS301 e EM13CHS302).

Vemos, assim, como a abordagem da conservação da biodiversidade e da sustentabilidade socioambiental permite a construção de aprendizagens e a apropriação de conceitos interdisciplinares, conectando o conhecimento científico a possibilidades de práticas cotidianas, de modo a promover e incentivar “uma convivência em maior sintonia com o ambiente, por meio do uso inteligente e responsável dos recursos naturais, para que estes se recomponham no presente e se mantenham no futuro” (BRASIL, 2018, p. 327).

 


 

ATIVIDADE AVALIATIVA

Jornada Biomas na prática! Vamos jogar?

Planejamento, implementação e compartilhamento de resultados de uma proposta pedagógica com base no percurso formativo e nas experiências com o jogo “Jornada Biomas”, observando todos os itens solicitados.

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
20 horas


Modalidade:
Mediado



Caminhos para a Inovação:
Cultura Digital Currículo

Autoria:

Camilo Rebouças, Juçara Bordin e Patrícia Behling Schäfer


Certificação:

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Jornada nos biomas: biodiversidade e conservação em forma de jogo
Curso Gratuito
Certificado Incluso

Carga Horária

20h