Mudanças de tempos e espaços para a inovação pedagógica

Caminhos para a Inovação:   Tempo e Espaço Práticas
Imagem horizontal com visão lateral de um professor de pé e duas alunos sentadas olhando a tela do notebook.

A escola como a conhecemos apresenta uma estrutura de séculos. Carteiras enfileiradas, uma lousa, um professor à frente que explana, crianças e jovens que pouco são convidados a se manifestar, a sala de aula como reduto e horários fragmentados a partir do ensino por áreas são características muito presentes em diversos países, nas diferentes fases da vida acadêmica dos aprendizes. Com que frequência paramos para nos perguntar como esse modelo se estabeleceu? Será que de fato beneficia o desenvolvimento dos alunos? Favorece o crescimento intelectual? E como podemos mudar a realidade escolar começando pela nossa sala de aula?

Neste curso, faremos uma análise do modelo de escola tradicional para, então, colocarmos em prática ações e estratégias que permitam romper esse paradigma tão consolidado. Conheceremos, ainda, diversas experiências inspiradoras que nos ajudarão nesta importante missão.

Ative a notificação de inscrições para a próxima edição do curso no botão "Avise-me".
Próximas turmas
14 de setembro a 12 de outubro
07 de dezembro a 04 de janeiro


Carga Horária: 20 horas

Modalidade: Mediado


Recomendação Ciclo/Série: Educação infantil, ensino fundamental (anos iniciais e finais) e ensino médio.

Autoria: Profa. Dra. Silvia de Oliveira Kist e Profa. Dra. Patrícia Behling Schäfer

Certificação: Universidade Estadual do Rio Grande do Sul



Como esse curso inova
Inova ao trazer práticas e inspirações para subsidiar transformações metodológicas com base no redesenho dos tempos e espaços escolares, privilegiando o desenvolvimento integral dos estudantes.

Competências gerais da BNCC mobilizadas nos alunos

Conhecimento
Pensamento científico, crítico e criativo
Comunicação
Argumentação
Empatia e cooperação

Veja alguns depoimentos sobre o curso

Com as reflexões provocadas com o curso, pude intensificar a prática de atividades fora da sala de aula, oportunizando aos alunos e a mim explorar outros espaços. Desenvolvi algumas atividades num cantinho do pátio, saí para desenvolver ações de um projeto no lar de idosos, na pracinha próxima da escola, e fizemos grupos de estudo em cantinhos diferentes da escola para que não atrapalhasse o andamento do trabalho escolar, pois a escola em que leciono tem pouco espaço. Mas vale a pena tentar superar os desafios encontrados, pois os alunos gostaram de aprender em outros espaços. Ivanilde de Almeida Santos Rosa, ES.
"
"