Crianças sentadas em uma mesa interagindo com equipamentos e construindo um robô
Introdução ao Pensamento Computacional [MT]
Introdução ao Pensamento Computacional [MT]
Crianças sentadas em uma mesa interagindo com equipamentos e construindo um robô
Indique este curso:

*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

O que é pensamento computacional? Seu desenvolvimento exige o uso de computadores? E da internet? Ele se relaciona só com a Matemática? O que diz a BNCC?​

Estas e outras perguntas guiam o curso de introdução sobre o pensamento computacional, conjunto de estratégias que prioriza a investigação, a aprendizagem criativa e a resolução de problemas. Navegue por artigos, vídeos e apresentações para se familiarizar com a temática de forma lúdica e "mão na massa".

Conteúdo programático

1 Desafio dos pilares e Webinar

Você costuma fazer listas para ir ao supermercado? Que critérios utiliza para guardar suas roupas nas prateleiras ou seus arquivos no computador? Para começar o curso, divirta-se com o jogo Desafio dos pilares e procure identificar os elementos principais. Logo mais, assista ao webinar realizado especialmente para a formação e veja como esses elementos se relacionam com situações do dia a dia, como as descritas, constituindo o pensamento computacional.

2 Pensamento computacional precisa de computador?

No segundo tópico da formação, conheça mais sobre o significado do pensamento computacional. Será que ele depende do computador?

3 Aplicando ao dia a dia

Saiba quais são os quatro pilares do pensamento computacional, que praticamos a todo tempo, nos contextos mais variados.

4 Por que é importante?

Explore a riqueza de conexões propiciadas pela abordagem do pensamento computacional nas diferentes áreas do conhecimento.

5 Mão na massa

Agora, que tal experimentar? Conheça planos de aula para introduzir a lógica da programação e mobilizar o pensamento computacional dos seus alunos.

6 Quem ganha?

Produzir jogos é uma forma promissora de desenvolver o pensamento computacional. Ao criarmos jogos com os estudantes, todos ganhamos! Veja como dar os primeiros passos.

7 Para seguir aprendendo

Na etapa final do curso, trazemos indicações para você continuar aprendendo, inclusive com os desafios.

8 Avaliação

Atividade avaliativa do curso: questões objetivas e análise pessoal da trajetória.

 


Objetivos

A partir do curso, espera-se que o educador:

  • compreenda o conceito de pensamento computacional e seus quatro pilares;
  • reconheça a importância do pensamento computacional na aprendizagem;
  • entenda como aplicar a abordagem nas suas práticas pedagógicas e disponha de recursos para iniciar esse processo.

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • compreenda os passos básicos para a resolução de um problema;
  • adote uma postura investigativa e torne a resolução de problemas um hábito para a vida, permitindo-se explorar, descobrir, formular e produzir (independentemente da ferramenta aplicada).

 

Como a BNCC é abordada?

De acordo com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), o pensamento computacional “envolve as capacidades de compreender, analisar, definir, modelar, resolver, comparar e automatizar problemas e suas soluções, de forma metódica e sistemática, por meio do desenvolvimento de algoritmos” (BRASIL, 2018, p. 474). Abrange e solicita, portanto, processos de resolução de problemas, de investigação, de desenvolvimento e de modelagem. Conforme a BNCC, estas constituem “formas privilegiadas da atividade matemática, motivo pelo qual são, ao mesmo tempo, objeto e estratégia para a aprendizagem ao longo de todo o Ensino Fundamental” (BRASIL, 2018, p. 266). No Ensino Médio, busca-se consolidar os conhecimentos desenvolvidos na etapa anterior e ampliar o acervo de recursos dos estudantes para que resolvam problemas mais complexos e de maior exigência de abstração. O pensamento computacional, sem dúvida um alicerce do raciocínio matemático, compõe, no entanto, um conjunto de estratégias fundamentais para resolver problemas de todas as áreas do conhecimento, ao mobilizar habilidades como planejamento, organização lógica, criatividade e análise crítica.

O complemento à BNCC - Computação na Educação Básica, homologado em 2022, estabelece novas competências e habilidades para as etapas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, assim como premissas e objetivos de aprendizagem para a Educação Infantil. A distribuição das habilidades é orientada por três eixos, que constituem áreas fundamentais da Computação, conforme as Normas sobre Computação na Educação Básica: Pensamento computacional, Mundo digital e Cultura digital. O eixo Pensamento computacional, tônica da formação, está presente nas competências da etapa do Ensino Fundamental (em especial nas competências 4 e 6) e da etapa do Ensino Médio (com destaque para as competências 1, 3 e 4). Também é mobilizado em ações plugadas e desplugadas recomendadas desde a Educação Infantil.

Conheça as principais características:
Carga Horária:
10 horas

Áreas do Conhecimento:
Transversal/ Projetos interdisciplinares

Modalidade:
Autoformativo (sem mediação)

Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Pensamento científico, crítico e criativo Cultura Digital

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos finais) Ensino fundamental (anos iniciais) Ensino médio

Certificação:

Centro Universitário Braz Cubas

Curso Gratuito
Certificado Incluso
Indique este curso:

*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

O que é pensamento computacional? Seu desenvolvimento exige o uso de computadores? E da internet? Ele se relaciona só com a Matemática? O que diz a BNCC?​

Estas e outras perguntas guiam o curso de introdução sobre o pensamento computacional, conjunto de estratégias que prioriza a investigação, a aprendizagem criativa e a resolução de problemas. Navegue por artigos, vídeos e apresentações para se familiarizar com a temática de forma lúdica e "mão na massa".

Conteúdo programático

1 Desafio dos pilares e Webinar

Você costuma fazer listas para ir ao supermercado? Que critérios utiliza para guardar suas roupas nas prateleiras ou seus arquivos no computador? Para começar o curso, divirta-se com o jogo Desafio dos pilares e procure identificar os elementos principais. Logo mais, assista ao webinar realizado especialmente para a formação e veja como esses elementos se relacionam com situações do dia a dia, como as descritas, constituindo o pensamento computacional.

2 Pensamento computacional precisa de computador?

No segundo tópico da formação, conheça mais sobre o significado do pensamento computacional. Será que ele depende do computador?

3 Aplicando ao dia a dia

Saiba quais são os quatro pilares do pensamento computacional, que praticamos a todo tempo, nos contextos mais variados.

4 Por que é importante?

Explore a riqueza de conexões propiciadas pela abordagem do pensamento computacional nas diferentes áreas do conhecimento.

5 Mão na massa

Agora, que tal experimentar? Conheça planos de aula para introduzir a lógica da programação e mobilizar o pensamento computacional dos seus alunos.

6 Quem ganha?

Produzir jogos é uma forma promissora de desenvolver o pensamento computacional. Ao criarmos jogos com os estudantes, todos ganhamos! Veja como dar os primeiros passos.

7 Para seguir aprendendo

Na etapa final do curso, trazemos indicações para você continuar aprendendo, inclusive com os desafios.

8 Avaliação

Atividade avaliativa do curso: questões objetivas e análise pessoal da trajetória.

 


Objetivos

A partir do curso, espera-se que o educador:

  • compreenda o conceito de pensamento computacional e seus quatro pilares;
  • reconheça a importância do pensamento computacional na aprendizagem;
  • entenda como aplicar a abordagem nas suas práticas pedagógicas e disponha de recursos para iniciar esse processo.

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • compreenda os passos básicos para a resolução de um problema;
  • adote uma postura investigativa e torne a resolução de problemas um hábito para a vida, permitindo-se explorar, descobrir, formular e produzir (independentemente da ferramenta aplicada).

 

Como a BNCC é abordada?

De acordo com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), o pensamento computacional “envolve as capacidades de compreender, analisar, definir, modelar, resolver, comparar e automatizar problemas e suas soluções, de forma metódica e sistemática, por meio do desenvolvimento de algoritmos” (BRASIL, 2018, p. 474). Abrange e solicita, portanto, processos de resolução de problemas, de investigação, de desenvolvimento e de modelagem. Conforme a BNCC, estas constituem “formas privilegiadas da atividade matemática, motivo pelo qual são, ao mesmo tempo, objeto e estratégia para a aprendizagem ao longo de todo o Ensino Fundamental” (BRASIL, 2018, p. 266). No Ensino Médio, busca-se consolidar os conhecimentos desenvolvidos na etapa anterior e ampliar o acervo de recursos dos estudantes para que resolvam problemas mais complexos e de maior exigência de abstração. O pensamento computacional, sem dúvida um alicerce do raciocínio matemático, compõe, no entanto, um conjunto de estratégias fundamentais para resolver problemas de todas as áreas do conhecimento, ao mobilizar habilidades como planejamento, organização lógica, criatividade e análise crítica.

O complemento à BNCC - Computação na Educação Básica, homologado em 2022, estabelece novas competências e habilidades para as etapas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, assim como premissas e objetivos de aprendizagem para a Educação Infantil. A distribuição das habilidades é orientada por três eixos, que constituem áreas fundamentais da Computação, conforme as Normas sobre Computação na Educação Básica: Pensamento computacional, Mundo digital e Cultura digital. O eixo Pensamento computacional, tônica da formação, está presente nas competências da etapa do Ensino Fundamental (em especial nas competências 4 e 6) e da etapa do Ensino Médio (com destaque para as competências 1, 3 e 4). Também é mobilizado em ações plugadas e desplugadas recomendadas desde a Educação Infantil.

Conheça as principais características:
Carga Horária:
10 horas

Áreas do Conhecimento:
Transversal/ Projetos interdisciplinares

Modalidade:
Autoformativo (sem mediação)

Competências gerais da BNCC mobilizadas:
Pensamento científico, crítico e criativo Cultura Digital

Recomendação Etapa/Série:
Ensino fundamental (anos finais) Ensino fundamental (anos iniciais) Ensino médio

Certificação:

Centro Universitário Braz Cubas

Introdução ao Pensamento Computacional [MT]
Curso Gratuito
Certificado Incluso

Carga Horária

10h