Resolução de problemas: desenvolvendo competências para o século XXI

Caminhos para a Inovação:   Currículo Práticas Relações

Os problemas que vivenciamos hoje são muito diferentes daqueles que enfrentamos há dez ou vinte anos. Além disso, desconhecemos os problemas que nós e nossos alunos encontraremos no futuro. Muitos autores sustentam que as oportunidades de vida do século XXI não serão mais definidas por propriedades, pela posse da terra, pelo capital ou pelo trabalho, mas pela capacidade de resolver problemas, base do pensamento científico.

Como a escola pode ajudar os alunos para que desenvolvam tal competência? Como ela se relaciona com outras competências demandadas na sociedade contemporânea? Como a resolução de problemas no âmbito da matemática pode ajudar a ampliar as capacidades cognitivas para resolver problemas de qualquer natureza? Essas são questões que orientarão o desenvolvimento do curso.

Ative a notificação de inscrições para a próxima edição do curso no botão "Avise-me".
Próximas turmas
26 de outubro a 23 de novembro


Carga Horária: 20 horas

Áreas do Conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática

Modalidade: Mediado


Recomendação Ciclo/Série: Educação infantil, ensino fundamental (anos iniciais e finais) e ensino médio.

Autoria: Profa. Dra. Silvia de Oliveira Kist e Profa. Dra. Patrícia Behling Schäfer

Certificação: Universidade Estadual do Rio Grande do Sul



Como esse curso inova
Inova ao propor práticas e inspirações para subsidiar transformações do estudo da Matemática, valorizando a resolução de problemas e sua conexão com outras importantes competências, como autoria, criatividade e colaboração.

Competências gerais da BNCC mobilizadas nos alunos

Conhecimento
Pensamento científico, crítico e criativo
Comunicação
Argumentação
Cultura Digital

Veja alguns depoimentos sobre o curso

Sou professor do ensino médio. Sempre pensei que trabalhava com resolução de problemas, mas, a partir desse curso, observei que, na maioria das vezes, trabalhava com exercícios, em que o aluno seguia algoritmos preestabelecidos. Agora, de olhos e mente abertos, pretendo rever a forma de trabalhar a resolução de problemas. Luiz Carlos Celin Rodrigues, MT.
"
"