Participe do sorteio: Transforme a educação e concorra a prêmios!

Participe do sorteio: Transforme a educação e concorra a prêmios! Quanto mais cursos você concluir, mais chances de ganhar.

Certificado De Autorização Secap/Me Nº 01.013577/2021

Professora e três alunas sentadas ao redor de uma mesa manuseiam um ábaco de madeira.
Resolução de problemas: desenvolvendo competências para o século XXI

Período de realização: a

Resolução de problemas: desenvolvendo competências para o século XXI
Indique este curso:

Período de realização: a


*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Os problemas que vivenciamos hoje são muito diferentes daqueles que enfrentamos há dez ou vinte anos. Além disso, desconhecemos os problemas que encontraremos, nós e nossos alunos, no futuro. A pandemia do novo coronavírus é um exemplo de desafio com características de imprevisibilidade, cenário que tem exigido constantes adaptações. Muitos autores sustentam que as oportunidades de vida do século XXI não serão mais definidas por propriedades, pela posse da terra, pelo capital ou pelo trabalho, mas pela capacidade de resolver problemas, base do pensamento científico.


Como a escola pode ajudar os alunos para que desenvolvam tal competência? Como ela se relaciona com outras competências demandadas na sociedade contemporânea? Como a resolução de problemas no âmbito da Matemática pode ajudar a ampliar as capacidades cognitivas para resolver problemas de qualquer natureza? Essas são questões que orientarão o curso, no qual serão abordados métodos pedagógicos suportados pela investigação científica e estratégias para mobilizar a curiosidade e a análise crítica dos estudantes, aplicáveis tanto à sala de aula física como virtual.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao propor práticas e inspirações para subsidiar transformações do estudo da Matemática, valorizando a resolução de problemas e sua conexão com outras importantes competências, como autoria, criatividade e colaboração.

Sou professor do ensino médio. Sempre pensei que trabalhava com resolução de problemas, mas, a partir desse curso, observei que, na maioria das vezes, trabalhava com exercícios, em que o aluno seguia algoritmos preestabelecidos. Agora, de olhos e mente abertos, pretendo rever a forma de trabalhar a resolução de problemas.

Luiz Carlos Celin Rodrigues, MT.

OBJETIVOS

A partir do curso, espera-se que o professor:

  • compreenda a resolução de problemas como poderoso instrumento pedagógico tanto no âmbito da matemática como nos demais campos do saber;
  • reflita criticamente sobre as diferenças entre problemas matemáticos e exercícios;
  • disponha de elementos para ajudar os estudantes a criarem estratégias para a resolução de problemas como hábito cotidiano;
  • implemente a iniciação científica, enfatizando os papéis de autor e pesquisador exercidos por cada aprendiz;
  • relacione em suas práticas a competência de resolução de problemas às demais competências requeridas no século XXI.

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • consiga criar estratégias para resolver problemas matemáticos e de outros âmbitos, aplicando conhecimentos construídos a situações novas ou desconhecidas;
  • seja introduzido ao método científico e suas principais etapas: observação de um fato, coleta de dados, levantamento do problema, formulação de hipóteses, realização e avaliação de experimentos e elaboração de conclusões;
  • dê preferência a abordagens sistemáticas de resolução de problemas, analisando dados completos e suas relações com o todo, buscando compreender o problema, elaborando um plano e empreendendo a verificação;
  • torne a resolução de problemas um hábito para a vida – a partir das condutas de observar, analisar, investigar e formular conclusões – mostrando-se capaz de lidar com novidades e desafios de diferentes ordens.

 

UNIDADES

Unidade 1: Resolução de problemas no âmbito da Matemática

Que problemas podem ser abordados na ótica da matemática? Qual a diferença entre um problema matemático e um exercício? Como ajudar nossos alunos a criarem estratégias para a resolução de problemas? Estas são as questões-guia da unidade 1, que se dedica à abordagem de problemas matemáticos, ao levantamento e à testagem de hipóteses e à criação de ideias produtivas nesse campo do conhecimento.

Unidade 2: Por uma pedagogia da resolução de problemas

Na unidade 2, a resolução de problemas é abordada como uma estratégia e necessidade interdisciplinar. São discutidas as características do método científico e a importância de adotá-lo na escola, focalizando os papéis de autor e pesquisador exercidos por cada aprendiz. Também são estudadas formas de introduzir os estudantes à investigação científica, tornando a resolução de problemas um hábito para a vida.

Unidade 3: Resolução de problemas e as competências do século XXI

A unidade de fechamento do curso propõe relacionar a resolução de problemas com outras importantes competências do século XXI. Além de uma análise de como a resolução de problemas se vincula a competências cognitivas e relacionais, é feita uma varredura de subsídios que encontramos na nossa legislação educacional para o trabalho com esse enfoque.

 

ALINHAMENTO À BNCC

Ao se deparar com um problema matemático, o aluno é encorajado a tomar algumas decisões, gerar hipóteses e testá-las. Esse conjunto de ações alicerça o desenvolvimento do próprio raciocínio lógico, contribuindo com aprendizagens para solucionar problemas científicos e tecnológicos diversos, assim como para efetuar descobertas e construções. Com a competência de resolução de problemas bem desenvolvida, o aluno, ao enfrentar cenários desconhecidos, terá condições de estabelecer planos próprios, investigar e validar estratégias e resultados, bem como de expressar e socializar com propriedade as medidas tomadas e suas conclusões. Já os PAs (Projetos de Aprendizagem), assim como outras propostas de iniciação científica, favorecem a mobilização de importantes competências previstas na educação básica de forma geral, com ainda maior ênfase no componente curricular de Ciências. O método tanto demanda quanto objetiva a compreensão de conceitos fundamentais da área de Ciências, assim como de outros campos do saber, como a Matemática. Requer processos, práticas e procedimentos da investigação científica, como a construção de argumentos com base em dados, evidências e informações confiáveis. Ao ter a sustentação da colaboração, pressupõe respeito, acolhimento e valorização da diversidade. E propõe a análise e a explicação de fatos e fenômenos relativos ao mundo natural, social e tecnológico, dimensões estabelecidas pelas indagações geradas por parte dos alunos, movidas por suas curiosidades, para que soluções sejam alcançadas e invenções, empreendidas.

No ensino médio, na área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (BRASIL, 2018, p. 553), as aprendizagens do curso conectam-se às competências de analisar e utilizar interpretações sobre a dinâmica da vida e da Terra, dos seres vivos e do universo, fundamentando decisões éticas e responsáveis, e de investigar situações-problema e avaliar aplicações do conhecimento científico e tecnológico e suas implicações no mundo para propor soluções que considerem demandas locais, regionais e/ou globais, comunicando descobertas e conclusões. Na área de Matemática e suas Tecnologias (BRASIL, 2018, p. 527), as aprendizagens do curso conectam-se às competências de utilizar estratégias, conceitos e procedimentos matemáticos para interpretar situações em diversos contextos, construir modelos, resolver problemas – analisando a plausibilidade dos resultados e a adequação das soluções propostas – e comunicar resultados.

 


 

ATIVIDADE AVALIATIVA

Resolução de problemas e método científico

Planejamento de uma aula (descrevendo todos os itens solicitados) em que, em vez da exposição de um tópico, o ponto de partida seja uma situação-problema, algo que possa ser investigado, encorajando os estudantes a fazerem uso do método científico.

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
20 horas


Modalidade:
Mediado



Caminhos para a Inovação:
Relações Práticas Currículo

Autoria:

Profa. Dra. Silvia de Oliveira Kist e Profa. Dra. Patrícia Behling Schäfer


Certificação:

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Curso Gratuito
Certificado Incluso
Indique este curso:

Período de realização: a


*** 100% gratuito | Alinhado à BNCC ***

Os problemas que vivenciamos hoje são muito diferentes daqueles que enfrentamos há dez ou vinte anos. Além disso, desconhecemos os problemas que encontraremos, nós e nossos alunos, no futuro. A pandemia do novo coronavírus é um exemplo de desafio com características de imprevisibilidade, cenário que tem exigido constantes adaptações. Muitos autores sustentam que as oportunidades de vida do século XXI não serão mais definidas por propriedades, pela posse da terra, pelo capital ou pelo trabalho, mas pela capacidade de resolver problemas, base do pensamento científico.


Como a escola pode ajudar os alunos para que desenvolvam tal competência? Como ela se relaciona com outras competências demandadas na sociedade contemporânea? Como a resolução de problemas no âmbito da Matemática pode ajudar a ampliar as capacidades cognitivas para resolver problemas de qualquer natureza? Essas são questões que orientarão o curso, no qual serão abordados métodos pedagógicos suportados pela investigação científica e estratégias para mobilizar a curiosidade e a análise crítica dos estudantes, aplicáveis tanto à sala de aula física como virtual.

>>> Para recomendar a colegas, clique nos ícones acima.

Como esse curso inova
Inova ao propor práticas e inspirações para subsidiar transformações do estudo da Matemática, valorizando a resolução de problemas e sua conexão com outras importantes competências, como autoria, criatividade e colaboração.

Sou professor do ensino médio. Sempre pensei que trabalhava com resolução de problemas, mas, a partir desse curso, observei que, na maioria das vezes, trabalhava com exercícios, em que o aluno seguia algoritmos preestabelecidos. Agora, de olhos e mente abertos, pretendo rever a forma de trabalhar a resolução de problemas.

Luiz Carlos Celin Rodrigues, MT.

OBJETIVOS

A partir do curso, espera-se que o professor:

  • compreenda a resolução de problemas como poderoso instrumento pedagógico tanto no âmbito da matemática como nos demais campos do saber;
  • reflita criticamente sobre as diferenças entre problemas matemáticos e exercícios;
  • disponha de elementos para ajudar os estudantes a criarem estratégias para a resolução de problemas como hábito cotidiano;
  • implemente a iniciação científica, enfatizando os papéis de autor e pesquisador exercidos por cada aprendiz;
  • relacione em suas práticas a competência de resolução de problemas às demais competências requeridas no século XXI.

A partir da aplicação de aprendizagens construídas no curso pelo educador, espera-se que o estudante:

  • consiga criar estratégias para resolver problemas matemáticos e de outros âmbitos, aplicando conhecimentos construídos a situações novas ou desconhecidas;
  • seja introduzido ao método científico e suas principais etapas: observação de um fato, coleta de dados, levantamento do problema, formulação de hipóteses, realização e avaliação de experimentos e elaboração de conclusões;
  • dê preferência a abordagens sistemáticas de resolução de problemas, analisando dados completos e suas relações com o todo, buscando compreender o problema, elaborando um plano e empreendendo a verificação;
  • torne a resolução de problemas um hábito para a vida – a partir das condutas de observar, analisar, investigar e formular conclusões – mostrando-se capaz de lidar com novidades e desafios de diferentes ordens.

 

UNIDADES

Unidade 1: Resolução de problemas no âmbito da Matemática

Que problemas podem ser abordados na ótica da matemática? Qual a diferença entre um problema matemático e um exercício? Como ajudar nossos alunos a criarem estratégias para a resolução de problemas? Estas são as questões-guia da unidade 1, que se dedica à abordagem de problemas matemáticos, ao levantamento e à testagem de hipóteses e à criação de ideias produtivas nesse campo do conhecimento.

Unidade 2: Por uma pedagogia da resolução de problemas

Na unidade 2, a resolução de problemas é abordada como uma estratégia e necessidade interdisciplinar. São discutidas as características do método científico e a importância de adotá-lo na escola, focalizando os papéis de autor e pesquisador exercidos por cada aprendiz. Também são estudadas formas de introduzir os estudantes à investigação científica, tornando a resolução de problemas um hábito para a vida.

Unidade 3: Resolução de problemas e as competências do século XXI

A unidade de fechamento do curso propõe relacionar a resolução de problemas com outras importantes competências do século XXI. Além de uma análise de como a resolução de problemas se vincula a competências cognitivas e relacionais, é feita uma varredura de subsídios que encontramos na nossa legislação educacional para o trabalho com esse enfoque.

 

ALINHAMENTO À BNCC

Ao se deparar com um problema matemático, o aluno é encorajado a tomar algumas decisões, gerar hipóteses e testá-las. Esse conjunto de ações alicerça o desenvolvimento do próprio raciocínio lógico, contribuindo com aprendizagens para solucionar problemas científicos e tecnológicos diversos, assim como para efetuar descobertas e construções. Com a competência de resolução de problemas bem desenvolvida, o aluno, ao enfrentar cenários desconhecidos, terá condições de estabelecer planos próprios, investigar e validar estratégias e resultados, bem como de expressar e socializar com propriedade as medidas tomadas e suas conclusões. Já os PAs (Projetos de Aprendizagem), assim como outras propostas de iniciação científica, favorecem a mobilização de importantes competências previstas na educação básica de forma geral, com ainda maior ênfase no componente curricular de Ciências. O método tanto demanda quanto objetiva a compreensão de conceitos fundamentais da área de Ciências, assim como de outros campos do saber, como a Matemática. Requer processos, práticas e procedimentos da investigação científica, como a construção de argumentos com base em dados, evidências e informações confiáveis. Ao ter a sustentação da colaboração, pressupõe respeito, acolhimento e valorização da diversidade. E propõe a análise e a explicação de fatos e fenômenos relativos ao mundo natural, social e tecnológico, dimensões estabelecidas pelas indagações geradas por parte dos alunos, movidas por suas curiosidades, para que soluções sejam alcançadas e invenções, empreendidas.

No ensino médio, na área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (BRASIL, 2018, p. 553), as aprendizagens do curso conectam-se às competências de analisar e utilizar interpretações sobre a dinâmica da vida e da Terra, dos seres vivos e do universo, fundamentando decisões éticas e responsáveis, e de investigar situações-problema e avaliar aplicações do conhecimento científico e tecnológico e suas implicações no mundo para propor soluções que considerem demandas locais, regionais e/ou globais, comunicando descobertas e conclusões. Na área de Matemática e suas Tecnologias (BRASIL, 2018, p. 527), as aprendizagens do curso conectam-se às competências de utilizar estratégias, conceitos e procedimentos matemáticos para interpretar situações em diversos contextos, construir modelos, resolver problemas – analisando a plausibilidade dos resultados e a adequação das soluções propostas – e comunicar resultados.

 


 

ATIVIDADE AVALIATIVA

Resolução de problemas e método científico

Planejamento de uma aula (descrevendo todos os itens solicitados) em que, em vez da exposição de um tópico, o ponto de partida seja uma situação-problema, algo que possa ser investigado, encorajando os estudantes a fazerem uso do método científico.

Conheça as principais características deste curso e encontre cursos semelhantes:
Carga Horária:
20 horas


Modalidade:
Mediado



Caminhos para a Inovação:
Relações Práticas Currículo

Autoria:

Profa. Dra. Silvia de Oliveira Kist e Profa. Dra. Patrícia Behling Schäfer


Certificação:

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Resolução de problemas: desenvolvendo competências para o século XXI
Curso Gratuito
Certificado Incluso

Período de realização

a

Carga Horária

20h