Imersão | Práticas pedagógicas potencializadas pelas tecnologias digitais

+
08/12/2023

Bem-vindo(a) ao primeiro desafio da nossa imersão, Educador(a)!

Nossa proposta é trocar ideias e construir em conjunto enquanto nos divertimos! Esta não é uma atividade obrigatória para a certificação.

 

Vamos então às etapas::

1 - Retome a lista de barreiras que você fez no tópico anterior “Enfrentando barreiras de acesso à tecnologia”. Se ainda não realizou essa atividade, só clicar neste link: https://cutt.ly/imersaopraticas-topico3

2 - Organize os itens dessa lista, separando-os em barreiras operacionais, conceituais, pessoais e sociais.

3 - Depois, indique o que você pode fazer para contornar essas barreiras, minimizá-las e até superá-las. Por exemplo, se você identificou dificuldade para fazer pesquisas na internet, reconhecer os problemas e armadilhas que existem naquele ambiente, o que você pode fazer para superar essa barreira? Participar desta formação é uma resposta possível?

5 - Publique uma reflexão que fez sobre as atitudes positivas que você pode ter diante das barreiras de acesso à tecnologia.

Escreva seu comentário na caixa de texto abaixo! Informe seu nome completo, município e estado.

Esteja à vontade para navegar pelos comentários dos colegas e apreciar as demais contribuições. Boa atividade!

ESSE CONTEÚDO FOI INSPIRADOR?

Comentários - 17


Mardonio Alves Dutra
13/12/23 10:30
Em se falar de tecnologia é muito difícil, porém não impossível de se trabalhar com as novas demandas tecnológicas 
Marjoel Jerônimo Silva Campelo
13/12/23 13:34
 NOME COMPLETO: MARJOEL JERÔNIMO SILVA CAMPELO

 MUNICÍPIO: TURIAÇU

 ESTADO: MARANHÃO 

São inúmeros gargalos que dificultam o trabalho do docente com o uso da tecnologia nas práticas pedagógicas, como uma infraestrutura escolar, professores preparados e conscientização dos alunos. Um ponto que tem um olhar afinado é a infraestrutura, pois precisamos de equipamentos, internet de boa qualidade e acesso aos alunos, requisitos equipamentos para uso no cotidiano. 

Aline Paiva da Silva
14/12/23 14:54
Aline Paiva da Silva - Caxias-MA
CONCEITUAIS - ausência de domínio das ferramentas;  - resistência e desinteresse dos alunos em aprender a usar as novas ferramentas
OPERACIONAIS - falta a infraestrutura (internet rápida, projetores, tvs smart)
PESSOAIS - habilidade para adequar as aplicações às práticas pedagógicas com eficiência e fluidez; - dificuldade em aprender à usa as TIC's.

Expor os problemas geralmente é mais fácil que colocar as soluções. Mas falando do aspecto pessoal podemos buscar conhecer melhor as propostas que estão disponíveis, começando pelo mais simples e ir ganhando confiança no uso; compartilhar com os colegas e "trocar figurinhas", etc. 

Elessandra Nascimento Moura
18/12/23 19:34
Os desafios são grande  e se tratando de zona rural,   triplicado são. 
Na medida do possível estou disponível a aprender.  
Elessandra Nascimento Moura'- Maracaçumé-MA
Edinaldo dos Santos Nunes Moraes
19/12/23 19:18
Edinaldo S N Moraes

Pinheiro – MA

Quando se fala em usar as tecnologias nas práticas pedagógicas é complexo e delicado. Primeiro devido a falta de recursos que não existem nas escolas ou são escassos; segundo falta de acesso à internet, que muitas das vezes é lenda. Então, como resolver essas barreiras impostas nas práticas educacionais, uma vez que os estudantes estão imersos na era digital e na era da acessibilidade da informação, pois hoje o conhecimento está muito acessível do que a alguns anos atras. 

Mirna Bispo Viana Soares
22/12/23 12:09
Meu maior desafio é a escola não ter Internet nas salas de aula, sou a favor q os alunos utilizem o celular nas aulas de língua portuguesa para produzirem conteúdos digitais aliados ao q a BNCC propõe. Contudo, o trabalho em sala de aula com essas tecnologias digitais é praticamente impossível em minhas aulas infelizmente, pois adoro inovar, mas essa situação não ajuda.
Maria dos Milagres Pessoa da Silva
22/12/23 20:54
Maria dos milagres pessoa da Silva 
são João do caru
fazer roda de conversa com a turma, pra resolver de forma  agradável. 
Rafael Luis Fernandes
26/12/23 14:26
Rafael Luís Fernandes
Mirador - MA
Embora as barreiras apresentadas sejam evidentes no ambiente escolar, as de ordem conceitual, cultural e social pesam muito no acolhimento das TDICs dentro do chão da escola. Essas barreiras se manifestam na resistência em se ter dispositivos acessíveis aos estudantes em sala de aula em virtude de dois fatores: 1o - A crença resistente de que o livro e unicamente ele já é recurso suficiente para a prática pedagógica; 2o - A necessidade de se construir, junto ao estudante, uma cultura que potencialize o uso de dispositivos (celulares) para fins investigativos e não meramente para entretenimento.
Geane Pinheiro Costa
26/12/23 19:52
Geane Pinheiro Costa - Matinha, MA. Barreiras conceituais: preconceitos e concepções obsoletas, falta de articulação entre todos os envolvidos da escola; Barreiras opreacionais: não há laboratório de informática, computadores , não há internet nas salas de aulas, não há internet nem para os professores;  Barreiras pessoais: insegurança e resistência; Barreiras sociais: desigualdades, cultura escolar, expectativas sociais; O  Projeto Político Pedagógico é fundamental para minimizar e superar essas barreiras, a metodologia PDCA( Planejar, Fazer, Checar e Agir) também é fundamental, formação continuada para toda a equipe pedagógica. 
Luís Fernando Araújo Braga
01/01/24 12:59
Luís Fernando A. Braga.
Passagem Franca - MA
Quando se fala de tecnologias dentro de sala de aula, encontramos uma via de mão dupla onde a mesma pode trazer inúmeras vantagens como inúmeras desvantagens, já que o alunado com os seus celulares, que o objeto tecnológico de mais fácil acesso, utiliza o mesmo de forma errônea, mesmo com todo auxilio e aporte do professor para utilização correta em suas disciplina. 
Gisele Frazão Lima Nunes
04/01/24 00:12
Gisele Frazão Lima Nunes
Viana - MA
Em um mundo cada vez mais digital, as barreiras de acesso à tecnologia podem ser desafiadoras para muitas pessoas. No entanto, encarar esses obstáculos com uma mentalidade positiva pode abrir caminhos surpreendentes e promover mudanças significativas.  Entender que aprender a usar novas tecnologias pode levar tempo e esforço é crucial. Em vez de se sentir sobrecarregado, encarar o processo como uma jornada de aprendizado pode transformar a experiência, permitindo que cada passo seja uma conquista. Desse modo,  diante das barreiras de acesso à tecnologia, cultivar uma mentalidade positiva, buscando recursos educacionais, colaborando com outros, e sendo criativo podem ser atitudes poderosas. Ao fazer isso, não apenas se superam as dificuldades, mas também se constrói um caminho para um futuro digital mais inclusivo e acessível a todos. 
Elecio Morais do Nascimento
05/01/24 20:10
Maria Rivanda  Penha do Nascimento, Lago da Pedra-ma.
OPERACIONAIS- a maior barreira que enfrentamos em escola pública é a falta de infraestrutura,  pois isso dificulta o acesso às tecnologias na educação. 
CONCEITUAL- desmotivação , desinteresse em aprender sobre as inovações que a tecnologia pode bos propocionar, por parte dos alunos e professores e equipe escolar.
SOCIAIS- essa barreira é  a que mais afeta a educação,  pois nem todos os envolvidos têm a possibilidade de utilizar os mesmos meios tecnológico devido a condição social desigual dos indivíduos.
Ozeane Ferreira dos Santos
09/01/24 20:42
Ozeane Ferreira dos Santos
Itapecuru Mirim, MA


As Barreiras Operacionais, destacando a infraestrutura, dificulta o combate as barreiras conceituais, pessoais e sociais no processo de aprendizagem com a utilização das tecnologias digitais, já que os professores e estudantes não foram apresentados as maravilhas da tecnologia no ambiente escolar, aliando teoria e prática. O que podemos fazer é solicitar infraestrutura e treinamento no ambiente escolar para proporcionarmos melhor atendimento. Enquanto isso não ocorre, passa-se orientações de como agir no ambiente virtual, indica vídeos, sites, jogos, cria-se redes sociais para compartilhamento de informações, porém sempre haverá estudantes prejudicados por não terem celulares, computadores ou mesmo acesso à internet.
Francisco Ribeiro dos Santos
17/01/24 06:46
A tecnologia na sala de aula digo uso delas, facilita mais o aprendizado quando feito de maneira responsável por amabas partes, agiliza o processo tornando-o mais prazeroso.
Célia Maria de Melo Machado
30/01/24 20:00
Célia Maria de Melo Machado 
Timon - MA

As primeiras barreiras que precisam ser transpostas são de natureza OPERACIONAIS: ausência de uma internet rápida, tv’s, computadores, datashow, suporte técnico e treinamentos constantes.
Como supera-las? Os desafios serão superados quando envolvermos todos os atores do processo educacional na busca ativa por elucidar todas as barreiras. 
A participação nesta formação é o primeiro passo para alcançarmos a fluência digital. 
Madalena Rodrigues Sousa
04/02/24 18:18
Madalena Rodrigues Sousa 
Alto Alegre do Maranhão 
Maranhão 

 Barreira operacional: suporte técnico - a falta de suporte técnico, por isso que dificulta o funcionamento da tecnologia.

Barreira conceitual: articulações entre todos os envolvidos - nem todos estão alinhados por falta de disponibilidade.

Barreira pessoal: insegurança e resistência - insegurança em utilizar alguns recursos digitais desconhecidos.

Um dos pontos é que precisamos de equipamentos, suporte técnico e internet de boa qualidade podemos ganhar mais confiança no uso.

Joseane Cantanhede dos Santos Morais
09/02/24 13:51
 NOME COMPLETO: JOSEANE CANTANHEDE DOS SANTOS
 MUNICÍPIO: CODÓ
 ESTADO: MARANHÃO

Barreira operacional 
  • Infraestrutura: algumas escolas há questão da falta de dispositivos é uma realidade lamentavel, sendo naquelas em que possuem computador, infelizmente, ainda exibem internet de baixa qualidade o que impedem o uso dessas tecnologias.
Barreira conceitual
  • Preconceitos e concepções obsoletas: É possível que tanto os professores quanto os gestores escolares não tenham uma compreensão clara das vantagens do uso de tecnologias digitais na educação, principalmente na sala de aula, o que leva a uma subestimação e desvalorização de sua implementação.
Barreira pessoal
  • Falta de motivação: refere-se à falta de interesse em aprender a operar e explorar novos dispositivos e funcionalidades. Há uma resistencia para integrar novas tecnologias em sua vida e no ambiente de trabalho.
Barreira social
  • Desigualdades: as questões de disparidades sociais e econômicas são os principais fatores que impedem que alunos e professores tenham acesso aos recursos digitais necessários para uma educação moderna. Essas desigualdades podem incluir falta de acesso a dispositivos como computadores/tablets e acesso limitado à internet.
 O que podemos fazer para contornar essas barreiras, minimizá-las e até superá-las? Soliciar junto às autoridades competentes o investimento em infraestrutura de rede para garantir acesso à internet de alta velocidade nas escolas, especialmente em áreas rurais e urbanas marginalizadas. E para os profissionais da educação, bem como a oferta de programas de treinamento e capacitação para alunos e professores sobre o uso eficaz da tecnologia, incentivando habilidades e alfabetização digital.


Conteúdos recentes